Artista botucatuense Genésio Teles viaja a Dubai para expor suas pinturas em galerias e hotéis de luxo

A requintada Dubai, nos Emirados Árabes, está na mira dos principais artistas plásticos do mundo. Afinal, a cidade conhecida pelos shoppings de luxo e pela grandiosidade da moderna arquitetura atraíram inúmeras galerias de arte – tanto que anualmente, no mês de março, ocorre a Art Dubai, considerada como a principal feira de arte internacional do Oriente Médio.

A Art Dubai, que nos últimos 15 anos consolidou seu papel como um grande catalisador nas conversas internacionais, também está na mira do artista plástico botucatuense Genésio Teles.

Além da feira de arte, que ocorrerá desta sexta a domingo (11 a 13), Genésio vai aproveitar os dias em Dubai para visitar galerias e hotéis locais para apresentar suas obras de arte e, consequentemente, emplacar o negócio no mercado árabe.

Outros possíveis mercados nos Emirados Árabes são a Semana de Design de Dubai, realizada sob o patrocínio de Sua Alteza Sheikha Latifa bint Mohammed bin Rashid Al Maktoum, Presidente da Autoridade de Cultura e Artes de Dubai (Cultura de Dubai), e a Downtown Design Dubai 2022, que será realizada de 9 a 12 novembro deste ano. A Downtown Design Dubai é uma feira internacional relacionada aos setores de design, móveis e decoração.

“Eu não escolhi Dubai. Foi Dubai que me escolheu”, brinca Genésio ao explicar o motivo da viagem. O artista embarca nesta quarta-feira, 9, para o emirado mais populoso entre os sete emirados, onde permanecerá até o dia 20 de março. Segundo Genésio, a viagem é uma comemoração ao seu 75º aniversário, celebrado no início de fevereiro.

Genésio, que é natural de Botucatu, vai levar na bagagem algumas obras preparadas especialmente para conquistar o mercado de luxo que cerca Dubai. O artista elaborou telas inspiradas no prédio Burj Khalifa, que é o mais alto do mundo e símbolo da cidade. “Passei alguns meses preparando os materiais, que levam também o conceito de reciclagem de velas náuticas. A pintura é feita em ‘retalhos’ de Dacron (material sintético feito a partir do poliéster), usado nas velas náuticas”, diz.

“Tenho contato de algumas galerias que vou visitar, embora não esteja nada agendado. Vou levar minhas obras para divulgar meu trabalho e o mercado de arte em Rio Preto, como o Urban Arts e o Arts Hotel”, afirma.

Além disso, a viagem será uma oportunidade de conhecer outra cultura, o que será motivo de inspiração para trabalhos futuros. Genésio vai ao Museu do Futuro, inaugurado em fevereiro deste ano, pelo vice-presidente dos Emirados e governante de Dubai, Mohammed bin Rashid Al Maktoum. O prédio futurista, considerado um dos mais bonitos do mundo, abriga exposições que explicam como a tecnologia pode evoluir nos próximos 20 anos. “Quero aproveitar para ver coisas novas, que a gente vai demorar muito tempo para ver no Brasil, como o Museu do Futuro, para impactar ainda mais o meu trabalho enquanto artista”, diz.

Diário da Região