Artigo: Já começou a Campanha para Prefeitura de Botucatu nas Eleições de 2024 – por Luiz Gustavo Branco

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Após ser secretário municipal durante a gestão do então prefeito João Cury, e entrando no segundo mandato como vice-prefeito de Mário Pardini, André Peres, ex-integrante do Partido Comunista do Brasil, e agora, pelos Democratas, é o nome natural da situação à sucessão na prefeitura de Botucatu nas eleições que ocorrerão apenas em 2024, para mandato de 2025 a 2028.

Parece cedo para se tratar disso, ainda mais porque o segundo mandato do prefeito Pardini nem teve início, mas as peças do jogo eleitoral já estão sendo movimentadas.

Corre por fora o vereador Curumim, preterido pelo partido em 2016, quando o nome do Pardini foi lançado pelo então prefeito João Cury, que o trouxe de fora do meio político, com filiação partidária no limite para a disputa do pleito.

Aliás, uma super secretaria estaria sendo preparado para o peessedebista Curumim, que deixaria a Câmara Municipal por mais um período. Quem também será convidado ao executivo é Lelo Pagani, suplente no legislativo, o que abriria uma vaga ao eterno vereador Carreira, que por não ter curso superior, não poderia assumir uma secretaria de governo, o que lhe garantiria pela sétima vez no legislativo.

A relação do PSDB com os Democratas parece ter esfriado ainda mais com as denúncias feitas contra André Peres, pela vereadora Rose Ielo, e após uma suposta reunião entre o prefeito com os vereadores da base, onde, ao contrário do que se pensava, os Democratas não garantiram apoio incondicionado, numa reciprocidade eleitoral quando Pardini pouco fez aos candidatos à Câmara, com algumas exceções.

Mas a história pode ser repetida, trilhando o prefeito Pardini o mesmo caminho que seu antecessor: ao invés de escolher um político tradicional do quadro do partido, como Curumim, ou ainda, o próprio vice, que pertence aos Democratas, o nome que o agradaria seria do seu secretário Fábio Leite, tido como técnico e competente, mas sem o traquejo político que o cargo demanda.

Assim, nem tudo serão flores (sem trocadilho com o montão de flores plantadas nas entradas da cidade) e as apostas de quando a fratura PSDB-DEM será exposta já começaram.

E tem deputado de olho na vaga!

* Luiz Gustavo Branco é advogado especialista em Direito Material e Processual do Trabalho, com atuação preponderante no Direito Sindical

Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes