16 de junho, 2024

Últimas:

Arqueólogos descobrem corredor de 3 mil anos que ‘parou no tempo’ no Peru

Anúncios

No Peru, arqueólogos descobriram um corredor de 3 mil anos que “parou no tempo”, segundo um comunicado divulgado pela equipe na terça-feira (11). A “passagem do condor”, como foi apelidada, é parte de um templo da antiga cultura chavín e estava selada quando foi descoberta.

Entrada no templo chavín onde a galeria foi encontrada. (Foto: Antamina)

Localizado a cerca de 306 km a nordeste de Lima, o sítio arqueológico de Chavín de Huantar está entre os centros mais importantes da cultura andina, que ocupou a região entre 1.500 e 550 a.C. OS pesquisadores acreditam que a passagem leva a outras câmaras no edifício.

Anúncios

A “passagem do condor” descoberta pelos arqueólogos. (Foto: Antamina)

“Estamos olhando para uma galeria do início da cultura chavín (…) que foi usada até meados do período chavín, e que, devido à instabilidade do espaço, foi fechada definitivamente”, disse John Rick, arqueólogo que trabalhou nas escavações. “Portanto, [este corredor] congelou no tempo.”

Na galeria, os cientistas também encontraram uma tigela e uma grande peça de cerâmica decorada com o que parece ser a cabeça e as asas de um condor. A ave, uma das maiores do mundo, era associada ao poder e à prosperidade nas antigas culturas andinas.

Anúncios

O povo chavín ficou conhecido por sua arte avançada, muitas vezes com representações de pássaros e felinos. Eles remontam às primeiras comunidades agrícolas sedentárias nas terras altas do norte dos Andes peruanos, mais de 2 mil anos antes do Império Inca surgir.

À esquerda, tigela de cerâmica, e à direita, peça decorada com condor. (Foto: Antamina)

Fonte: Agências

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.737 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (15) no Espaço da Sorte, na...

Categorias