Ariel Holan projeta Santos ofensivo na Libertadores e analisa jovens

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Santos volta a campo na próxima terça-feira, em um jogo pesado pela Libertadores: contra o San Lorenzo, na Argentina, na partida de ida do confronto mata-mata da terceira fase do torneio.

Ariel Holan, treinador argentino do Peixe, sabe bem as dificuldades que esperam sua equipe no Nuevo Gasómetro. Mas garante: quer uma postura ofensiva mesmo fora de casa.

– Não importa contra quem joguemos. O que importa é que o Santos jogue o futebol que queremos jogar, que sejamos ofensivos, que pensemos na meta rival e façamos um grande jogo em Buenos Aires e no Brasil – disse ele em entrevista divulgada pelo clube.

O técnico completou um mês de Santos e analisou seu primeiros passos na Vila. Para ele, a maior missão é formar jovens, dadas as dificuldades financeiras do clube. E ele parece animado com os garotos.

– Claramente, temos um time com muita juventude, mas muita qualidade, muito futuro. Precisamos de tempo para trabalhar forte, tendo uma equipe mais competitiva a cada semana. (…) É um sentimento de muito orgulho, muito prazer, estar aqui, aproveitar essa fantástica oportunidade em um momento muito difícil para a humanidade, para todos os países, para o Brasil e também para o Santos, em crise econômica e financeira. É muito importante desenvolver, fazer um trabalho muito específico, muito intenso, com os jogadores jovens do clube.

Segundo Ariel Holan, o elenco dá sinais de compreender o modelo tático que ele tenta aplicar.

– Eles entendem o estilo de jogo que queremos: muita posse de bola e buscar, com a posse, a verticalidade, mas com bom jogo. E, na defesa, queremos ser um time que faça pressão contra os times que enfrentamos, forçando os erros deles. Tudo isso está em fase de trabalho. Eles entendem o que eu pretendo. Com mais eficácia, vamos encontrando isso.

O técnico também analisou o período de treinamentos em Atibaia, permitido pela paralisação do Campeonato Paulista ao menos até 11 de abril.

– Não pudemos fazer jogos. Foi atípico, mas importante para somar treinamentos com o time. Creio que vamos crescer, sem dúvida, à medida em que possamos fazer a maior quantidade de treinamentos. Seguramente, vamos jogar muitas partidas juntas, e o time vai estar preparado para enfrentar essa sequência de jogos.

Ariel Holan orienta Soteldo em treino do Santos — Foto: Ivan Storti/Santos FC
Ariel Holan orienta Soteldo em treino do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Ariel Holan falou ainda sobre o relacionamento com o elenco. Ele vem sendo elogiado por ter bom trato com os jogadores, por se preocupar com questões pessoais. E citou o caso de Soteldo, que se reapresentou ao clube depois de ficar duas semanas na Venezuela, com dificuldades de retornar ao Brasil.

– O Soteldo falou que há muito tempo não podia estar em casa com os familiares. Demos uma permissão de quatro dias. Lamentavelmente, houve problemas com o voo privado que havia contratado. Temos que pensar nas pessoas. Somos uma família, temos que estar todos juntos, mas sabendo que somos profissionais e que o Santos está acima de todos os interesses pessoais que possamos ter. Mas no campo de jogo, tem que ser muito exigente. No futebol, eficácia é muito importante, e muitas vezes a eficácia não é uma característica da juventude. Estou convencido de que vamos conseguir essa eficácia no decorrer das semanas de treinamento.

Fonte: G1 – Foto: Ivan Storti/Santos FC

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes