Após posse de vereadores eleitos em Pederneiras, crucifixo alvo de polêmica é recolocado no Plenário

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O crucifixo que foi retirado da parede da Câmara Municipal de Pederneiras (SP) em junho do ano passado e gerou polêmica nas redes sociais foi recolocado no Plenário nesta sexta-feira (1º), durante a sessão de posse dos vereadores eleitos.

Na época, moradores alegaram que a imagem fazia parte da história da cidade e que a atitude do antigo presidente da Câmara, Danilo Alborghetti (DEM), tinha desrespeitado o símbolo cristão. O padre Fontana também se manifestou sobre o assunto através da página da Paróquia São Judas Tadeu.

“Estamos vivendo uma pandemia. Todos os líderes religiosos pedem que seus fiéis orem pedindo o fim dessa desgraça. Pederneiras é uma cidade evangelizada. Todos os segmentos cristãos orando e, sem mais nem menos, um descuidado retira Jesus da cena”, escreveu na mensagem.

Retirada de crucifixo da Câmara de Pederneiras gerou polêmica nas redes sociais — Foto: Câmara de Pederneiras/Divulgação
Retirada de crucifixo da Câmara de Pederneiras gerou polêmica nas redes sociais (Foto: Câmara de Pederneiras/Divulgação)

Nesta sexta-feira (1º), o vereador Chapéu (PSDB) foi eleito presidente da Câmara e, durante a sessão de posse, recolocou o crucifixo na parede.

“Resgatar o crucifixo que faz parte da história dessa casa há mais de 129 anos, colocando em local visível para todos. A morte de Jesus na cruz nos dá vida, sem a cruz não teríamos a esperança da vida eterna […] Peço perdão a todo povo de Pederneiras. Enquanto eu estiver aqui nessa casa de leis, com apoio dos vereadores, essa cruz vai ficar fixada ali porque representa Jesus”, declarou o vereador.

Quando o crucifixo foi retirado, Chapéu chegou a questionar o antigo presidente da Câmara sobre a atitude. Alborghetti esclareceu que seguiu orientações para retirar o símbolo e anunciou que a imagem da parte externa da Câmara também seria retirada.

“O Estado é laico. Então, como tem religiões que não têm esse simbolismo que a Igreja Católica tem, como o Estado é laico e a gente está em uma Câmara Legislativa, na reforma a gente pediu para retirar”, explica Alborghetti no vídeo.

Por meio de nota, a Câmara Municipal explicou na época que o crucifixo estava no fundo do Plenário desde 2009, no entanto, com as reformas feitas no local para a construção de novas salas operacionais, ele foi transferido para a sala da assessoria de imprensa da casa.

Fonte: G1 – Foto: Câmara Municipal de Pederneiras/Divulgação

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes