Após investigação, polícia prende suspeito de matar enteado de 1 ano em Marília

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Um homem de 29 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (17) suspeito de matar o enteado de um ano e três meses no ano passado na zona sul de Marília (SP). Ele foi detido depois que o laudo necroscópico contestou a versão apresentada por ele no dia da morte da criança.

O crime aconteceu em 4 de setembro de 2019. Segundo o delegado da Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília, José Carlos Costa, o suspeito relatou à polícia na época que estava tomando conta do filho da namorada, que trabalhava durante à noite, quando foi tomar banho no início da manhã e ouviu um barulho.

De acordo com o relato do homem aos policiais, ele tinha deixado o menino deitado em um colchão na sala e percebeu que a criança tinha caído. Ele informou que colocou o menino no sofá e voltou ao banheiro.

Ainda conforme a Polícia Civil, o suspeito declarou que, ao sair do banho, encontrou o menino passando mal, sem conseguir respirar e acionou o Samu e o Corpo de Bombeiros. Em seguida, ele socorreu a criança até o Pronto Atendimento (PA) da zona sul, com ajuda de um vizinho. Arthur Miguel Monteiro Lopes morreu no fim da noite do mesmo dia no hospital.

O caso passou a ser investigado pela Polícia Civil e o laudo necroscópico no corpo da criança contestou a versão apresentada pelo suspeito. Segundo as investigações, considerando a baixa estatura da vítima e as condições do local, o menino não poderia cair com tanta força e ter um traumatismo craniano.

Por isso, o médico legista concluiu que seria mais provável que os ferimentos tivessem sido causados por uma ação de natureza homicida, ou seja, por agressões. O inquérito foi concluído e a polícia pediu a prisão preventiva do homem.

De acordo com o delegado, o Ministério Público denunciou o suspeito por homicídio duplamente qualificado. A prisão preventiva contra ele foi decretada nesta quarta-feira (16).

Nesta quinta-feira (17), a Polícia Civil cumpriu o mandado de prisão contra o suspeito e ele foi levado para a penitenciária de Marília. Segundo a polícia, ele já tinha passagens por roubo e tentativa de homicídio e continua negando o crime.

Fonte: G1 – Foto: Polícia Civil/Divulgação

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes