Após espancar e matar gerente, suspeitos filmaram corpo da vítima

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Suspeitos foram presos nesta madrugada (Foto: Evely Dias/Arquivo pessoal)

Dois suspeitos foram apresentados, na manhã desta terça-feira (10), apontados pela Polícia Civil como sendo autores da morte do gerente de uma distribuidora de alimentos, Nilberto Silva, de 45 anos, que foi encontrado na segunda-feira (9) amarrado, morto e com sinais de espancamento. Kelvin Costa do nascimento, de 18 anos, e Ronaleudo Azevedo Santana, de 20, foram presos e devem responder por latrocínio. Segundo a polícia, uma filmagem em um dos celulares dos suspeitos mostra como o corpo da vítima ficou após a ação.

O delegado Sérgio Lopes informou que há a participação de mais duas pessoas, mas que segue em investigação.

Como a casa do gerente não estava com marcas de arrombamento, a suspeita da polícia é que a vítima tenha autorizado a entrada dos suspeitos, sendo que poderia conhecer um deles.

A polícia informou que em um dos celulares dos suspeitos foi encontrada uma filmagem de como a vítima ficou após ser espancada e morta. “No celular de um deles havia uma filmagem do como ficou o corpo e eles assumiram a autoria do crime. Todos os objetos roubados foram recuperados e o inquérito está encaminhando para descobrirmos a participação dos outros dois”, explica.

Os objetos que foram roubados foram encontrados pela polícia em um terreno baldio e foram recuperados, inclusive o celular do gerente, que também deve ser analisado pela perícia.

O laudo do crime ainda não foi divulgado, mas há suspeitas de que um dos autores teria envolvimento com a vítima. “A gente não sabe se houve algum tipo de relação entre eles ou se os suspeitos foram apenas para cometer o crime”, destaca.

Entenda o caso

Nilberto Silva, de 45 anos, foi achado morto com sinais de espancamento (Foto: Arquivo da família)
Nilberto Silva, de 45 anos, foi achado morto com sinais
de espancamento (Foto: Arquivo da família)

Familiares encontraram, na manhã desta segunda-feira (9), o corpo do gerente de uma distribuidora de alimentos, Nilberto Silva, de 45 anos, amarrado e com sinais de espancamento dentro da sua casa no bairro Eldourado, em Rio Branco.

A Polícia Militar, que esteve no local, destacou que o corpo não tinha perfurações de faca e a casa também não tinha sido arrombada. Logo em seguida, também de acordo com a Polícia Militar, foi informado que Silva já havia sido sequestrado há cinco anos em uma das avenidas mais movimentadas de Rio Branco.

“Cinco anos atrás ele estava na Avenida Amadeo Barbosa e aí chegaram dois bandidos lá e sequestraram-no. Levaram para o Ramal Piçarreira, amarraram, deixaram lá e também chegaram a agredi-lo, mas ele conseguiu se soltar e foi medicado. Depois localizamos o veículo dele, foi devolvido”, contou o comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar do Acre, major Edener Franco.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes