Andrés diz que não mandará Tiago Nunes embora do Corinthians nem com “pressão insuportável”

Convidado do programa Tino Marcos Uchôa desta terça-feira, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, falou sobre o trabalho do técnico Tiago Nunes. Ele lamentou a “pressão insuportável” para mudar de treinador e assegurou que não fará tal mudança neste momento.

– Eu não vou mandar o Tiago Nunes embora neste momento. Ele não tem culpa (da fase ruim). Tem culpa, mas apenas uma parcela, não é o único. Está uma pressão insuportável para tirá-lo. Não vou tirar. Quando ele perder o grupo, sim. Enquanto tiver o grupo, ele continua sendo técnico do Corinthians – disse o presidente.

– Se eu pudesse mudar algo no futebol, seria isso de pressão sobre técnicos. O treinador não quer atacar, tem medo de atacar porque não quer perder o jogo. Futebol está feio. Se jogar mais avançado e perder o jogo, é todo mundo querendo derrubar. Queria técnico um ano obrigatoriamente nos clubes. Se demitir, não pode contratar novo. Se ele sair, não pode ir para outro clube.

Sobre os salários atrasados com o elenco, o presidente disse que até dia 15 de setembro estará tudo em ordem. O Corinthians deve três meses, além de agosto, que vence nesta terça-feira. A diretoria prometeu quitar duas folhas já nesta terça-feira.

– Até dia 15 de setembro eles sabem que vão receber tudo. Pegou época da pandemia, tivemos dificuldades. Não tenho vergonha de dizer. Foi a única vez que atrasou na história, peço desculpa aos atletas. Você vê jogador nos cobrando, mas não reclamando. Estão correndo, lutando, tentando ganhar independente disso – completou.

Fonte: ge