Amigo de Jeffrey Epstein, bilionário condenado por tráfico sexual, Jean-Luc Brunel é encontrado morto na prisão

O agente de moda francês Jean-Luc Brunel, ligado a Jeffrey Epstein, foi encontrado morto na prisão, em Paris, na madrugada deste sábado (19), segundo informações do jornal Le Monde.

Jean-Luc Brunel era investigado por sua participação na rede de pedofilia do bilionário americano Jeffrey Epstein, preso em 2019 acusado de abusar de meninas de 14 anos e de operar uma rede de exploração sexual de menores. Ele foi encontrado morto em agosto do mesmo ano, em sua cela em uma prisão de Manhattan, aos 66 anos.

Jean-Luc Brunel, amigo de Jeffrey Epstein, foi encontrado morto em prisão de Paris (Foto: Reprodução BFM TV)

Jean-Luc Brunel foi preso em 2020, no Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, enquanto tentava embarcar em um avião para o Senegal. Ele estava aguardando julgamento por acusações de estupro de menor, assédio sexual e era suspeito de estar envolvido na rede global de pedofilia organizada por Epstein.

Brunel co-fundou a agência de modelos MC2 Model Management nos Estados Unidos com financiamento de Epstein. Várias mulheres o acusaram de agressão sexual e, pelo menos, 10 pessoas deram provas para a investigação francesa sobre as acusações contra ele.

Em dezembro do ano passado, a ex-namorada de Epstein, Ghislaine Maxwell, foi condenada por tráfico sexual. Ela foi declarada culpada por um júri americano por ter recrutado e aliciado adolescentes para Epstein entre 1994 e 2004.

Ghislaine Maxwell e Jeffrey Epstein — Foto: AFP; Reuters
Ghislaine Maxwell e Jeffrey Epstein (Foto: Reprodução)

Fonte: Yahoo!

Últimas

Botucatu: Obituário 14 de agosto de 2022

14/08/2022

Toshio Abe – 97 anos Sepultamento Cemitério Portal das Cruzes 15/08/22 às 17h Velório Complexo Funerário...

Categorias