Aluno do Liceu Botucatu fica em terceiro lugar na Copa Brasil de Xadrez Escolar e se destaca no cenário nacional

Com apenas 9 anos, Danilo Augusto Cardoso, já se destaca na cenário nacional como um habilidoso jogador de xadrez.

No dia 15 de novembro, Danilo participou da 4ª Copa Brasil de Xadrez Escolar, realizado na cidade de Bauru e após 4 dias de torneio, conquistou o terceiro lugar na categoria Sub 10. Danilo ficou empatado com o segundo colocado, mas após o critério de desempate, conquistou a terceira colocação.

Danilo é estudante do terceiro ano do Colégio Liceu Botucatu. Ele pratica xadrez desde os 6 anos e representa o Colégio em diversas competições estaduais e nacionais. O pai, Guto Cardoso, conta que foi em 2021 que o filho começou a participar de competições mais expressivas. Antes da Copa Brasil, Danilo conquistou o 4º lugar no Brasileiro Escolar de Caxambú, em Minas Gerais, empatado em pontos com o 3º colocado.

O pequeno enxadrista botucatuense tem como professores os profissionais Bruno Godinho e Guilherme Rodrigues. As viagens para as competições são patrocinadas pela Prefeitura de São Manuel, Colégio Liceu Botucatu, Mc Donalds Botucatu e Ótica Santa Luzia.

Xadrez é disciplina complementar no Liceu Botucatu

Você sabia que os alunos do Colégio Liceu Botucatu contam com a disciplina complementar de Xadrez a partir do 1º ano do Ensino Fundamental?

Através de aulas semanais, dentro do turno escolar, os alunos iniciam as aulas com conceitos básicos do xadrez e que são interligados com as matérias básicas como matemática, português e história. A partir da teoria, os alunos sempre praticam jogadas através de jogos entre os alunos e aplicativos de xadrez online. Desta forma, podem participar de torneios ainda na primeira infância.

Benefícios do Xadrez

Raciocínio e concentração 

O xadrez é um jogo que exige bastante atenção dos jogadores, tanto nos momentos de suas jogadas quanto dos adversários. É fundamental ter concentração para planejar as estratégias e encontrar os melhores movimentos para as peças. O jogo é conhecido por exigir total concentração dos jogadores e por levar os participantes a tentar prever a jogada do outro, o que favorece o desenvolvimento do raciocínio. 

Estimula a paciência 

Inseridos em um mundo altamente tecnológico, as crianças estão cada vez mais acostumadas a ter acesso a diferentes aparelhos e jogos ao mesmo tempo. No xadrez, é necessário ter paciência para analisar o jogo, as ações e movimentos do adversário. Por isso, é importante ter paciência para se concentrar no jogo.

Exercita a mente 

Como comentamos, o jogo exige análise de diversas possibilidades de movimentações das peças com o intuito de alcançar o xeque-mate no rei adversário. Além de prestar atenção em suas próprias jogadas, é fundamental tentar descobrir as ações do adversário. Esse tipo de exercício possibilita ampliar o raciocínio analítico e expandir o potencial da mente.

Lidar com o sentimento de perda

No xadrez há vencedores e derrotados. Lidar com ambas situações faz parte do desenvolvimento do ser humano. Isso não impede que seja mantido um ambiente de cordialidade nas partidas, o que contribui para que a derrota seja assimilada com mais facilidade pelos alunos. 

Aumento do rendimento escolar 

Com as habilidades desenvolvidas através do jogo, os alunos passam a ter mais facilidade para lidar com os conteúdos em sala de aula, contribuindo para o aumento do rendimento escolar. Como trabalham a concentração e raciocínio, as crianças que jogam xadrez passam a ter esse comportamento durante as aulas e apresentam notas melhores no boletim escolar. 

Últimas

Alexandre de Moraes determina depoimento presencial do presidente Bolsonaro

27 jan 2022

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou a intimação do presidente Jair...

Categorias

Scroll Up