Adolescentes são transferidos após suspensão das atividades na Fundação Casa de Iaras

A Fundação Casa informou que suspendeu as atividades do centro de atendimento socioeducativo de Madre Tereza de Calcutá II, em Iaras (SP), e que 36 adolescentes foram transferidos para outras unidades da região.

Além do centro em Iaras, o governo do estado de São Paulo anunciou a suspensão das atividades em outras 21 unidades, alegando a racionalização do uso dos recursos públicos.

De acordo com o governo, a crise orçamentária causada pela pandemia de coronavírus e a queda no número de atendimentos no regime fechado foram fatores que influenciaram na decisão.

Segundo a fundação, as atividades da unidade em Iaras estão suspensas desde maio e 36 internos foram transferidos para outras cidades.

Ainda de acordo com a unidade, não houve prejuízo aos 56 servidores da instituição, pois eles foram realocados em centros preferencialmente próximos às suas residências.

A Fundação Casa informou ainda que arcou com os gastos das famílias dos jovens em viagens para outras cidades e que, apesar da suspensão das atividades, a estrutura foi mantida e poderá ser reativada se houver aumento de demanda na região.

Outras unidades

As atividades foram suspensas nos centros socioeducativos localizados nas seguintes cidades:

  • Bragança Paulista: Casa Bragança Paulista;
  • Fernandópolis: Casa de Semiliberdade de Fernandópolis;
  • Ferraz de Vasconcelos: Casas Ferraz de Vasconcelos I e Ferraz de Vasconcelos II;
  • Franco da Rocha: Casa Rio Negro;
  • Iaras: Casa Madre Teresa de Calcutá II;
  • Itanhaém: Casa Itanhaém;
  • Jundiaí: Casa Dom Gabriel Paulino Bueno Couto;
  • Mogi Mirim: Casa de Semiliberdade de Mogi Mirim;
  • Ribeirão Preto: Casa Ouro Verde;
  • Rio Claro: Casa Escola Rio Claro.
  • Santos: Casa Santos;
  • São Paulo: Casas Vila Conceição, Encosta Norte, Fazenda do Carmo, Rio Nilo, Novo Horizonte, Guaianazes II, Feminina Parada de Taipas, Arpoador, Cedro e Nova Aliança;
  • Tanabi: CASA Tanabi.

Fonte: G1 –

Scroll Up