Acordo transpacífico: EUA é favorável à candidatura de Taiwan

Os Estados Unidos receberam favoravelmente nesta sexta-feira (24) a candidatura de Taiwan ao acordo comercial transpacífico, o CPTPP, e pediram à China que pare sua pressão militar, após a incursão de aviões chineses na zona de defesa taiwanesa.

Taiwan, considerado pela China como uma província rebelde, apresentou sua candidatura para integrar o tratado poucos dias após a China manifestar interesse em fazer parte do mecanismo. As autoridades chinesas são contra a adesão de Taiwan ao CPTPP.

Assinado por 11 países da Ásia-Pacífico em 2018, este pacto é o maior acordo de livre comércio da região. Representa 13,5% da economia mundial e abrange 500 milhões de pessoas.

Os Estados Unidos, que negociaram este acordo, retiraram-se dele em 2017 por iniciativa do então presidente Donald Trump. O governo Joe Biden havia dito que não opinaria sobre candidaturas.

“Dito isso, acreditamos que a reputação de Taiwan como membro responsável da Organização Mundial do Comércio e o apoio de Taiwan aos valores democráticos devem ser considerados pelos membros da CPTPP durante sua avaliação de Taiwan como um potencial candidato”, afirmou o porta-voz da diplomacia americana, Ned Price, aos jornalistas.

“Instamos Pequim a interromper as pressões militares, diplomáticas e econômicas contra Taiwan e iniciar um diálogo significativo com Taiwan”, acrescentou.

As autoridades taiwanesas anunciaram na quinta-feira que 19 aeronaves chinesas, incluindo 14 caças e dois bombardeiros com capacidade nuclear, entraram na zona aérea de defesa de Taiwan. Trata-se da maior invasão em meses.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up