Abramovich finaliza venda do Chelsea a consórcio liderado por Boehly

Roman Abramovich concluiu a venda do Chelsea e empresas relacionadas a um grupo de investimento liderado por Todd Boehly e pela Clearlake Capital, disse o clube da Premier League nesta segunda-feira (30).

O consórcio, que ganhou a disputa para adquirir o time londrino no início deste mês, recebeu aprovação da Premier League e do governo britânico na semana passada para que a venda fosse adiante. Um acordo final foi alcançado no sábado (30).

O proprietário russo Abramovich colocou o clube à venda no início de março, após a invasão russa da Ucrânia, que Moscou chama de “operação militar especial”. As sanções contra os russos também complicaram o processo de venda.

“Ao vender o clube, o Sr. Abramovich estipulou que o novo proprietário deve ser um bom administrador do clube, os lucros líquidos da venda devem ser doados para caridade, e que ele não buscaria o reembolso dos empréstimos feitos às afiliadas do clube”, disse o Chelsea em um comunicado.

Em uma declaração separada, o clube disse que Boehly e a Clearlake dividirão o controle conjunto e a governança igualitária do clube. Boehly, que é co-proprietário do time norte-americano de beisebol Los Angeles Dodgers, atuará como presidente da holding.

“Estamos honrados em nos tornar os novos guardiões do Chelsea Football Club. Estamos comprometidos – 100% – com cada minuto de cada partida”, disse Boehly. “Nossa visão como proprietários é clara: queremos deixar os torcedores orgulhosos. Junto com nosso compromisso de desenvolver o plantel jovem e adquirir os melhores talentos, nosso plano de ação é investir no clube a longo prazo e construir sobre a notável história de sucesso do Chelsea”, afirmaram. “Quero agradecer pessoalmente aos ministros e autoridades do governo britânico, e da Premier League, por todo o seu trabalho para que isso acontecesse.”

Fonte: Agência Brasil