20 de maio, 2024

Últimas:

O Relatório de Ameaças a Dados da Thales de 2024 revela um aumento nos ataques de ransomware

Anúncios

A Thales anunciou hoje o lançamento do2024 Thales Data Threat Report(Relatório de Ameaças de Dados da Thales 2024), seu relatório anual sobre as mais recentes ameaçasàsegurança de dados, tendências e tópicos emergentes, com base em uma pesquisa com quase 3.000 profissionais de TI e segurança em 18 países e 37 setores. O relatório deste ano constatou que 93% dos profissionais de TI acreditam que as ameaçasàsegurança estão aumentando em volume ou gravidade, um aumento significativo em relação aos 47% do ano passado.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20240320569309/pt/

Anúncios

©Thales

©Thales

Anúncios

As ameaças continuam aumentando em volume e gravidade

O número de empresas que sofreram ataques de ransomware aumentou mais de 27% no último ano. Apesar dessa ameaça crescente, menos da metade das organizações têm um plano formal contra ransomware, com 8% recorrendo ao pagamento dos resgates.

O Malware se destaca como a ameaça de crescimento mais rápido de 2024, com 41% das empresas testemunhando um ataque de malware no último ano – seguido de perto por phishing e ransomware. Os ativos em nuvem, incluindo aplicativos SaaS, armazenamento em nuvem e gerenciamento de infraestrutura em nuvem, permanecem como os principais alvos para esses ataques.

O relatório da Thales mostra que, pelo segundo ano consecutivo, o erro humano continua sendo a principal causa de violações de dados, com 31% das empresas apontando isso como a causa principal.

Esses insights foram extraídos do Relatório de Ameaça de Dados da Thales de 2024, realizado pela 451 Research. O relatório esclarece como as empresas estão adaptando suas estratégias e práticas de segurança de dados em resposta a um cenário de ameaças em evolução.

A conformidade é a chave para a segurança dos dados

A pesquisa constatou que mais de dois quintos (43%) das empresas não passaram por uma auditoria de conformidade nos últimos doze meses, e o relatório destaca uma correlação muito clara entre conformidade e segurança de dados.

Das empresas que não passaram por uma auditoria de conformidade nos últimos doze meses, 31% sofreram uma violação no mesmo ano. Isso se compara a apenas 3% dos que foram aprovados em auditorias de conformidade.

A complexidade operacional continua a causar dores de cabeça com os dados

A compreensão fundamental de quais sistemas, aplicativos e dados estão em risco continua atrasada devido às mudanças nos cenários regulatórios e de ameaças. Apenas um terço (33%) das organizações é capaz de classificar totalmente todos os seus dados, com um número preocupante de 16% afirmando que classificam muito pouco ou nenhum de seus dados.

A complexidade operacional continua sendo uma barreira. Embora o número de entrevistados que relataram cinco ou mais sistemas de gerenciamento de chaves tenha diminuído (53% contra 62% no ano passado), o número médio diminuiu apenas ligeiramente (de 5,6 para 5,4).

A realidade da multicloud em serviços e mudanças nas regulamentações globais de privacidade de dados significa que a soberania de dados é uma prioridade principal para as empresas, com 28% identificando o gerenciamento externo obrigatório de chaves como o principal meio para alcançar a soberania. 39% afirmaram que a residência de dados não seria mais um problema desde que a criptografia externa, o gerenciamento de chaves e a separação de funções fossem implementados.

“As empresas precisam saber exatamente o que estão tentando proteger. Com as regulamentações globais de privacidade de dados mudando constantemente, elas precisam ter uma boa visibilidade em toda a organização para ter qualquer chance de se manterem em conformidade,” disse Sebastien Cano, vice-presidente sênior da Thales Cloud Protection and Licensing.

“Se há há uma conclusão importante do estudo deste ano, é que a conformidade é fundamental. Na verdade, empresas que tinham um bom controle sobre seus processos de conformidade e passaram em todas as suas auditorias também eram menos propensas a sofrer uma violação. Começaremos a ver mais funções de conformidade e segurança se unindo. Este seria um enorme passo positivo para fortalecer as defesas cibernéticas e construir confiança com os clientes,” acrescentou.

A tecnologia emergente representa ameaças e oportunidades

Olhando para o futuro, o relatório também explorou quais tecnologias emergentes são as mais importantes para os profissionais de TI e segurança, com 57% identificando a Inteligência Artificial (IA) como uma grande fonte de preocupação. Isso foi seguido de perto pela IoT (55%) e pela criptografia pós-quântica (45%).

As empresas também estão analisando as oportunidades que as tecnologias emergentes trazem, com mais de um quinto (22%) planejando integrar a IA generativa em seus produtos e serviços de segurança nos próximos 12 meses, e um terço (33%) planejando experimentar a integração da tecnologia.

Sobre o Relatório Global sobre Ameaças aos Dados da Thales de 2024

O Relatório de Ameaças de Dados de 2024 (DTR) analisa como as práticas básicas de segurança mudaram em resposta ou em antecipação às ameaças em constante mudança. Esse relatório também oferece perspectivas sobre o que as organizações podem fazer para aproveitar os ativos de dados e expandir as oportunidades para tornar seus negócios mais ágeis e construir confiança com seus clientes. Essa pesquisa baseou-se em uma pesquisa global com 2.961 entrevistados conduzida via web, com populações-alvo específicas para cada país, direcionada a profissionais de segurança e gerenciamento de TI. Além dos critérios de nível de conhecimento sobre o tópico geral da pesquisa, os critérios de triagem para a pesquisa excluíram os respondentes que indicaram afiliação a organizações com receita anual inferior a US$ 100 milhões e com US$ 100 milhões a US$ 250 milhões na Austrália, Brasil, Canadá, França, Alemanha, Hong Kong, Índia, Itália, Japão, México, Holanda, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Cingapura, Suécia, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e Estados Unidos da América.

Sobre a Thales

A Thales (Euronext Paris: HO) é líder internacional em tecnologias avançadas em três domínios: defesa e segurança; aeronáutica e espaço; e identidade e segurança digital. Ela desenvolve produtos e soluções que ajudam a fazer do mundo um lugar mais seguro, ecológico e inclusivo.

O Grupo investe cerca de € 4 bilhões por ano em Pesquisa e Desenvolvimento, principalmente em áreas-chave como tecnologias quânticas, computação de borda, 6G e segurança cibernética.

A Thales tem 81.000 * funcionários em 68 países. Em 2023, o Grupo gerou vendas de € 18,4 bilhões.

*Esses números excluem o negócio de transporte terrestre, que está sendo desinvestido

Contato:

CONTATO COM A IMPRENSA

FSB Comunicação

Felipe Blanco

+55 (11) 9 9358-8283

felipe.blanco@fsb.com.br

Lucas Ardigó

+55 (11) 9 7507-8290

lucas.ardigo@fsb.com.br

Fonte: BUSINESS WIRE

Talvez te interesse

Últimas

Crescimento do setor impulsiona seguradoras a inovarem para oferecer melhores benefícios e mais comodidades aos viajantes...

Categorias