19 de junho, 2024

Últimas:

Adani Power incinera em conjunto amônia ecológica em sua planta de Mundra para um futuro sustentável

Anúncios

À medida que os líderes mundiais convergem nos EAU para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 28), de 30 de Novembro a 12 de Dezembro de 2023, a fim de acelerar a transição energética e reduzir as emissões antes de 2030, a Adani Power Ltd., o maior gerador de energia do setor privado da Índia, executou um projeto piloto inovador de combustão de amônia ecológica em sua planta de Mundra, como parte de suas múltiplas iniciativas de descarbonização.

Como parte do projeto, a planta de Mundra, que é a maior central elétrica do setor privado da Índia, irá incinerar em conjunto até 20% de amonia ecológica na caldeira de uma unidade convencional de 330 MW alimentada a carvão.

Anúncios

A amônia ecológica, produzida a partir do hidrogênio ecológico, que por sua vez é produzido por eletrólise com uso de energia renovável, seria matéria-prima para caldeiras. Como a amônia não contém carbono, não há emissão de CO2 a partir de sua combustão, que a torna uma alternativa neutra em carbono a longo prazo aos combustíveis fósseis. A Adani Power já definiu uma referência no setor em termos de emissões “por unidade” e adotou a “tecnologia Ultra Supercrítica” de última geração em suas mais recentes plantas.

A Adani Power fez parceria com a IHI e Kowa do Japão para entregar o projeto piloto e examinar a expansão para outras unidades e estações da APL. A Kowa atua em produtos de economia e criação de energia, enquanto a IHI é uma empresa da indústria pesada, que possui tecnologia de incineração de amônia.

Anúncios

Os testes de combustão nas instalações da IHI no Japão começaram com uma mistura de 20% de amônia, simulando os equipamentos da central elétrica de Mundra. Os parceiros acreditam que os resultados serão encorajadores o suficiente para implementar esta solução na central elétrica de Mundra, uma vez obtida a paridade econômica entre ambas as matérias-primas. A planta de Mundra é o primeiro local fora do Japão selecionado para esta iniciativa ecológica de vanguarda.

O projeto foi concebido sob a égide da Parceria Japão-Índia para Energia Limpa (CEP), que visa garantir a segurança energética, obter a neutralidade de carbono e atingir o crescimento econômico. Foi selecionado no marco do “Projeto de Demonstração Internacional para Tecnologias Japonesas que Contribuem com a Descarbonização e a Transição Energética” da Organização de Desenvolvimento de Novas Energias e Tecnologia Industrial (NEDO). A NEDO é a agência nacional de pesquisa e desenvolvimento do Japão que fomenta a inovação ao promover o desenvolvimento tecnológico necessário para tornar realidade uma sociedade sustentável.

“A Adani Power está totalmente comprometida em reduzir sua pegada de carbono ao adotar as mais recentes tecnologias e medidas proativas em toda a nossa cadeia de valor empresarial. A fim de proporcionar esta visão, temos o prazer de fazer parceria com a IHI e a Kowa para misturar amônia ecológica em nossa planta de Mundra, o que irá reduzir as emissões de CO2. Continuaremos integrando cada vez mais tecnologias de ponta para reduzir emissões a médio prazo”, disse o Sr. Anil Sardana, Diretor Geral da Adani Power Ltd.

Para mais informação, acesse www.adanipower.com

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

Para consultas de mídia, entre em contato com Roy Paul: roy.paul@adani.com

Fonte: BUSINESS WIRE

Talvez te interesse

Últimas

Em sua 4ª edição, a Tattoo Week Online acontece nos dias 19, 20 e 21 de julho, das 11h00 às...

Categorias