23 abril, 2024

Últimas:

Incontinência Urinária ainda é um tabu para as mulheres

Incontinência Urinária ainda é um tabu para as mulheres

Anúncios

incontinência urinária é um distúrbio que causa perda involuntária da urina pela uretra e já está entre as patologias do trato urinário mais comum no Brasil.  Pode ser causada por vários fatores como: gravidez, parto, menopausa, obesidade, tosse crônica, exercícios de impacto ou força, entre outros. Muitas mulheres por considerarem normais os escapes urinários deixam de procurar ajuda médica por vergonha, medo de uma cirurgia ou por acharem que não existe tratamento.

Pesquisa inédita pelo Instituto Ipec (Inteligência e Pesquisa e Consultoria), sob encomenda da Bigfral, empresa especializada em produtos para incontinência urinária, realizada com 2.000 pessoas apontou que 30% da população brasileira sofre com incontinência urinária. Muitas mulheres começam a notar pequenos escapes de xixi depois de tossir, rir, fazer força ou algum movimento brusco, esse já pode ser o primeiro alerta para a incontinência urinária de esforço. Outro caso é a incontinência urinária de urgência, que se caracteriza por uma vontade súbita de urinar. Existem casos de mulheres que têm o escape urinário junto com a vontade súbita de urinar, que é chamado de incontinência mista.

Anúncios

O médico ginecologista Dr. Paulo Guimarães explica que a perda urinária pode acontecer em qualquer idade e sob nenhuma hipótese é algo natural. Ele ainda ressalta que seu diagnóstico deve ser feito através de uma consulta médica especializada onde é feito um diário miccional e um exame chamado urodinâmico. “Nesse exame podemos observar se a bexiga está neurogênica- flácida ou espástica, que ao se contrair espontaneamente causa a urina perdida por esforço.”  

Ao ser questionado sobre a prevenção da doença, o médico responde: “Sim, o que temos de mais moderno e que eu recomendo, o uso do laser.” O Dr. Paulo é speaker da empresa Fotona e realiza procedimentos com laser em ginecologia há 40 anos e explica que com avanço da tecnologia os resultados com um tratamento a laser melhora em 85 a 90% a doença “Em média, são realizadas 3 sessões de forma indolor com intervalos de 30 dias entre cada procedimento e após o término de cada sessão realizada ambulatorialmente a paciente já volta para casa dirigindo e sem nenhum problema.”

Anúncios

O Dr. Paulo ressalta que seja qual for o motivo da doença e tipo de incontinência, por esforço, de urgência ou mista, independente da idade, a qualquer sinal do distúrbio, é preciso procurar um médico para o tratamento adequado, e adiciona, “os números são alarmantes por falta de conhecimento da doença e de como prevenir, uma em cada 11 mulheres tem incontinência urinária na menopausa”, finaliza o ginecologista.

 

Últimas

Locação de imóveis usados em Botucatu e nas cidades da região tem alta em março, mostra pesquisa

23/04/2024

Anúncios O mercado de imóveis usados nas regiões de Bauru (SP) fechou o mês de março com alta...

Categorias