23 abril, 2024

Últimas:

Médico explica benefícios do transplante capilar

Médico explica benefícios do transplante capilar

Anúncios

ERRATA: Especialista explica benefícios do transplante capilar FUE 

A matéria enviada anteriormente continha um erro em seu título e 2º parágrafo. Segue a versão corrigida. 

Anúncios

 

Assim como diversos famosos que optaram pela realização do transplante capilar, a perda de cabelo é um problema que, sem dúvidas, incomoda muita gente. Segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia de Restauração Capilar (ISHRS), mais de 700 mil cirurgias do tipo foram realizadas, no mundo inteiro, apenas em 2021. Em 2022 estima-se que o transplante capilar no Brasil atingiu a marca de 200 mil cirurgias.

Anúncios

Sinônimo de rápida recuperação, resultados naturais e indolor, o transplante capilar com a técnica FUE vem ganhando popularidade globalmente tanto em homens como em mulheres. Mas então, como funciona, afinal, esse procedimento é para todos? Quem pode realizar? Como é feita a cirurgia?

O médico autoridade na área de transplante capilar Dr Alvaro Tulio Fortes  explica que o transplante é um tratamento cirúrgico, no qual os pequenos órgãos chamados de “unidades foliculares”, que dão origem aos pelos, são levados de uma área saudável (área doadora) para outra parte calva do corpo (área receptora) do mesmo indivíduo. O procedimento pode ser indicado para tratar vários tipos de alopecias (toda ausência de pelos em uma região), mas também pode ser feito para colocar pelos em qualquer região do corpo onde se deseja tê-los. “Atualmente, o transplante é uma técnica minimamente invasiva e possui resultados excelentes e com a evolução e aprimoramento da técnica, cada dia mais naturais”, destaca o especialista.

O Dr. Alvaro Tulio Fortes acrescenta que algumas características são desejáveis na área doadora, embora nem sempre elas estejam presentes em todos os pacientes. A primeira característica que se busca é a similaridade, ou seja, a semelhança dos cabelos que serão removidos com os pelos da área que irá recebê-los. Um exemplo é o transplante de barba: para esse tipo de procedimento, uma das melhores áreas doadoras é a parte da barba próxima ao pescoço, onde o paciente costuma raspar os pelos, ou a porção mais atrás na nuca.

Já em relação à área receptora, o médico cita que é possível transplantar pelos para qualquer parte da pele. Porém, as áreas receptoras mais comuns são couro cabeludo, barba e sobrancelha. “De acordo com a área de implantação e as características individuais de cada paciente, irão variar as possíveis áreas doadoras e também as técnicas de extração e implantação”, conclui o especialista. 

Sobre a recuperação pós procedimento e recuperação do paciente o especialista em transplante capilar acrescenta que “No pós-operatório, o paciente deve ficar entre dois e três dias em repouso, podendo trabalhar em home office e se desejar poderá borrifar soro fisiológico na área que recebeu o transplante na primeira noite. O paciente consegue voltar ao trabalho em 3 dias, mas sempre tomando cuidado para não sofrer traumas na área receptora. Após 10 dias, pode voltar a sua rotina de vida normal, fazer exercícios e trabalhar sem restrições.”

Últimas

Locação de imóveis usados em Botucatu e nas cidades da região tem alta em março, mostra pesquisa

23/04/2024

Anúncios O mercado de imóveis usados nas regiões de Bauru (SP) fechou o mês de março com alta...

Categorias