25 de julho, 2024

Últimas:

Queda da Selic pode impactar a economia brasileira

Queda da Selic pode impactar a economia brasileira

Anúncios

Segundo dados do COPOM (Comitê de Política Monetária) do Banco Central, a queda da Selic está reconfigurando o cenário de investimentos em renda fixa no Brasil. Essa queda pode impactar diretamente a vida de inúmeros brasileiros, além de influenciar as outras taxas de juros aplicadas no país.

A decisão tem como objetivo estimular o consumo e o investimento. No entanto, essa redução também traz implicações significativas para os investidores, especialmente aqueles voltados para a renda fixa, que agora enfrentam rendimentos potencialmente menores e um mercado mais volátil.

Anúncios

Para os investidores, essa alteração pode representar tanto uma oportunidade quanto um desafio, tudo depende de como se posicionam no mercado.

Entretanto, a recente queda da taxa Selic para 13,25% ao ano, com expectativas de redução ainda maior, está redefinindo o cenário de investimentos no Brasil. Essa taxa, que baliza as demais taxas do mercado, pode ter impacto direto nos investimentos em renda fixa. Mas o que isso significa para os investidores?

Anúncios

Diante disso, Caio Schettino, Diretor de Investimentos da Criteria Partners, aponta os principais aspectos que devem ser analisados entre os investidores sobre o assunto.

  1. Redução dos Rendimentos da Renda Fixa

Com a queda da Selic, os rendimentos das aplicações em renda fixa, como poupança, CDB e Tesouro Direto, diminuem. A redução dos juros faz com que a renda fixa perca atratividade, levando os investidores a buscar alternativas.

  1. Aumento dos Investimentos em Renda Variável

A redução dos rendimentos da renda fixa faz com que a renda variável volte para o radar dos investidores. Schettino acredita que é hora de dar adeus à renda fixa e começar a rebalancear a carteira para contemplar a renda variável.

A expectativa é que o Ibovespa possa saltar até 30% com a queda da Selic.

  1. Valorização da Bolsa de Valores

Com a nova taxa de juros e o crescimento da economia, a bolsa de valores tende a valorizar. As empresas devem apresentar melhores resultados devido à redução das despesas financeiras, do crédito mais barato e aumento de investimentos. Isso reflete em melhorias nos resultados e eleva as cotações das ações.

  1. Crédito mais acessível e queda do desemprego

A redução da Selic também significa que o crédito fica mais acessível, e os empréstimos e financiamentos ficarão mais baratos. Isso estimula o consumo e os investimentos, contribuindo para a redução da taxa de desemprego do país.

Além disso, Schettino aponta que “o cenário atual exige uma reavaliação das estratégias de investimento. A queda da Selic representa uma mudança significativa no panorama da renda fixa. Os investidores precisam estar atentos e dispostos a explorar novas oportunidades. Portanto, a renda variável, especialmente as small caps, surge como uma alternativa promissora”, finaliza o diretor.

A Criteria Partners fornece serviços regulamentados pela CVM, abrangendo áreas como Crédito, Seguros, Câmbio e Fusões & Aquisições, entre outras.

Talvez te interesse

Últimas

Crescimento de 150% nos ISBNs registrados revela tendência promissora na literatura ...

Categorias