26 fevereiro, 2024

Últimas:

Carbios aspira a liderança no crescente mercado de r-PET e quer capturar entre 8% e 12% de participação até 2035 por meio de um modelo de licenciamento

Anúncios

A Carbios (Euronext Growth Paris: ALCRB), uma empresa pioneira no desenvolvimento e industrialização de tecnologias biológicas para reinventar o ciclo de vida de plásticos e têxteis, vai apresentar sua “Atualização estratégica de 2023” esta terça-feira, às 14h (horário de Paris), na qual fornecerá detalhes sobre seu modelo de negócios para 2030 e 2035. A Carbios anunciou sua ambição de ser protagonista no mercado internacional de r-PET, capturando entre 4% e 8% de participação de mercado até 2030 e entre 8% e 12% até 2035.

 

Anúncios

CLIQUE AQUI PARA PARTICIPAR DO WEBCAST ÀS 14H (HORÁRIO DE PARIS) OU PARA VER SUA REPETIÇÃO

Emmanuel Ladent – CEO

Anúncios

e a equipe de liderança da Carbios

 

6 de junho de 2023, das 14h às 16h (horário de Paris)

 

https://edge.media-server.com/mmc/p/u2qw4cir

França: +33 170918704 / Reino Unido: +44 1 212818004

1. UM MODELO DE NEGÓCIOS DE CRIAÇÃO DE VALOR

O modelo de negócios da Carbios, baseado no licenciamento de sua tecnologia exclusiva de biorreciclagem de plásticos PET2, conta com uma abordagem enxuta de investimento de capital e três fontes de receita (pagamentos adiantados e dois fluxos de receita recorrentes detalhados abaixo). Este modelo de negócios será aplicado a todas as fábricas, incluindo a primeira planta em Longlaville:

(i) a concessão de licenças para o uso de seu know-how e propriedade intelectual: vão gerar receitas na forma de pagamentos antecipados pagos pelo licenciado com base na capacidade instalada por um valor que varia de € 100 a € 200 por tonelada;

(ii) royalties da venda, realizada pela Novozymes, de enzimas patenteadas da Carbios diretamente aos fabricantes que usam esta tecnologia. Este fluxo de receita vai resultar de uma parte da margem obtida pela Novozymes (de acordo com o contrato de parceria de longo prazo mutuamente exclusivo) na venda da enzima totalmente patenteada da Carbios ao comprador licenciado. Esta receita será proporcional ao volume de enzimas vendidas;

(iii) royalties do ágio gerado pelos fabricantes com a venda de plásticos PET biorreciclados.

Os dois fluxos de royalties (ii) e (iii) são estimados em cerca de € 250 ou mais por tonelada de r-PET produzida3.

Em um mercado internacional dinâmico de r-PET, a ambição da Carbios é se posicionar como líder mundial para capturar 4% a 8% até 2030 e entre 8% e 12% até 20354.

Diante de seus esforços contínuos para expandir sua linha de inovação e estender suas tecnologias próprias a outros polímeros, especialmente poliamidas e poliolefinas, com as primeiras patentes esperadas para 2023, os custos de P&D e industriais5 devem aumentar de 15% a 20% por ano até 2035 e a expectativa é de que as despesas com SG&A (Vendas, Geral e Administração)6 aumentem entre 8% e 10%, principalmente para apoiar os impulsos comerciais e de licenciamento da empresa.

Do ponto de vista do licenciamento, espera-se que o retorno seja inferior a sete anos – a partir do início do investimento para uma planta de 100kt – e forneça uma taxa interna de retorno acima de 20%. A empresa também espera que sua primeira fábrica em Longlaville tenha fluxo de caixa positivo com as operações no primeiro ano de comissionamento (previsto para 2025).

2. VANTAGENS DA TECNOLOGIA DE BIORECICLAGEM DA CARBIOS

A Carbios definiu seis vantagens principais para sua tecnologia de biorreciclagem baseada em enzimas em comparação com as tecnologias de reciclagem atuais:

  • “Plug & Play”

Como o PTA e o MEG são usados em mais de 95% das fábricas de produção de plásticos PET existentes, os produtores de PET podem facilmente mudar para os monômeros de PTA e MEG da Carbios, derivados de resíduos plásticos, como matéria-prima alternativa aos monômeros derivados do petróleo. Isso difere da reciclagem química, que produz monômeros de DMT e MEG (ou BHET) que representam menos de 5% das capacidades mundiais7. Consequentemente, a tecnologia da Carbios se integra com perfeiçãoàgrande maioria dos processos de fabricação de plásticos PET existentes, evitando o investimento de capital e impactos ambientais significativos.

  • Tipos de resíduos 100% de PET

Graçasàenzima altamente seletiva utilizada no processo, a tecnologia de biorreciclagem de plásticos PET da Carbios permite o processamento de todos os tipos de resíduos de PET, incluindo resíduos difíceis ou impossíveis de reciclar com as tecnologias atuais (embalagens coloridas, opacas, com várias camadas, têxteis industriais e vestuário de consumo). Isso permite uma alta flexibilidade em termos de mix de matéria-prima, maximizando assim o potencial de abastecimento local e reduzindo o estoque médio de mix de resíduos.

  • Circularidade do setor

A tecnologia da Carbios permite a circularidade da indústria, como a circularidade de fibra a fibra, o que evita a concorrência de matéria-prima entre as indústrias têxtil e de embalagens. A tecnologia da Carbios pode transformar matérias-primas de baixa qualidade em plásticos PET de qualidade alimentar e produzir garrafas transparentes e de alta qualidade, independentemente da qualidade dos flocos de embalagem, evitando, assim, o downcycling de resíduos de garrafas em fibras.

  • Circularidade melhorada

Em comparação com as atuais tecnologias de reciclagem que permitem apenas alguns ciclos, a tecnologia de biorreciclagem de plásticos PET da Carbios maximiza o número de ciclos, preservando a qualidade. Não há degradação da qualidade do r-PET ao longo dos ciclos porque a tecnologia da Carbios retorna aos dois componentes monoméricos (PTA e MEG), evitando assim o novo uso de petróleo e gás para produzir PET. Em escala de demonstração, a recuperação geral do processo chega a 90% em resíduos plásticos feitos com um conteúdo 100% de plástico PET. A recuperação geral vai variar dependendo da quantidade de conteúdo de PET na matéria-prima.

  • Qualidade virgem

O r-PET da Carbios tem as mesmas propriedades mecânicas e técnicas do plástico PET virgem, incluindo alta qualidade alimentar. Isso significa que o r-PET da Carbios é adequado para qualquer aplicação de PET. Sem Bisfenol-A e proveniente de um processo de hidrólise, o r-PET da Carbios garante a segurança da saúde do consumidor.

  • -51% de emissões de CO2 × um ciclo de produção de PET virgem8

A tecnologia da Carbios utiliza um processo “soft”: não requer solventes orgânicos e as baixas temperaturas durante a despolimerização, entre outros fatores, resultam em uma redução de 51% nas emissões de CO2 em relaçãoàprodução de plástico PET virgem (considerando uma hipótese conservadora de desvio de 50% de resíduos de PET de um fim de vida convencional).

3. ESTRATÉGIA DE LICENCIAMENTO REVELADA

A planta de demonstração industrial, instalada em Clermont-Ferrand (França) em setembro de 2021, está totalmente operacional desde julho de 2022. Em abril de 2023, foram concluídos os documentos de processos necessários para a primeira planta industrial e o resumo de informações técnicas necessário para a prospecção internacional a fim de licenciar a tecnologia de biorreciclagem de plásticos PET da Carbios. Esta etapa marcou o início da implementação mundial da estratégia de licenciamento da Carbios.

O cronograma padrão para licenciamento é dividido em duas partes: prospecção de promoção da tecnologia (duração aproximada de 12 a 18 meses) e após a concessão da licença até a entrada em operação da planta (duração aproximada de 36 meses). Diferentes taxas são geradas em diferentes estágios do cronograma, com a primeira taxa de licença recebida antecipadamente na assinatura do contrato de licenciamento. Nesta fase, a documentação de engenharia, incluindo o Pacote de concepção do processo e o Manual do processo, é entregue para a projeção e construção de plantas licenciadas e para permitir a transferência da tecnologia de biorreciclagem de plásticos PET da Carbios aos detentores de uma licença. Outras taxas serão recebidas até o comissionamento e para serviços adicionais, como formação, consultoria de engenharia e assistência para a partida).

  • Várias indústrias interessadas na tecnologia da Carbios

Os produtores de plásticos PET e as empresas de produtos químicos são clientes potenciais naturais para uma tecnologia que permite uma verdadeira circularidade do PET com matérias-primas alternativas aos monômeros derivados do petróleo e que é totalmente compatível com as plantas de polimerização existentes. Ao fornecer valor a todas as fontes possíveis de matéria-prima de PET, incluindo embalagens plásticas complexas e resíduos têxteis, a Carbios também visa alcançar outros participantes da cadeia de valor, como empresas de gerenciamento de resíduos e entidades públicas. A tecnologia da Carbios também fornece uma solução para proprietários de marcas, a fim de atender aos crescentes requisitos regulatórios, bem como seus próprios objetivos ambiciosos de sustentabilidade para a inclusão de r-PET em seus produtos e embalagens. Entidades públicas municipais, fundos de impacto e infraestrutura, bem como fundos soberanos também podem estar interessados em oportunidades de investimento.

Dependendo das perspectivas específicas, a Carbios pretende adaptar seu portfólio de capacidades de plantas operadas sob licença com tamanhos variados: pequenas plantas em torno de 20ktpa para agentes de polímeros especiais, plantas médias em 50ktpa para parcerias regionais e grandes plantas em 200ktpa para os principais centros de produção.

A Carbios tem como alvo três regiões para a prospecção de licenciamento: EMEA, América do Norte e Sudeste Asiático.

4. MERCADO DE R-PET

  • Previsão avançada do mercado de r-PET

A Carbios apresenta hoje sua visão de médio prazo para a previsão do mercado de r-PET e confia em assumir a maior parte do mercado de r-PET avançado, prevendo +/- 38% de participação de mercado de r-PET avançado até 2050, o equivalente a 23% do mercado total de r-PET.

Em um mercado internacional em expansão de r-PET, onde o crescimento deve quase dobrar em 25 anos – de 101 milhões de toneladas em 2025 para 186 milhões de toneladas em 20509, o r-PET pode representar 50% do mercado total de plásticos PET em 2050 (de acordo com as estimativas da Carbios, levando em consideração a melhoria da coleta e classificação de têxteis, o uso de matéria-prima têxtil e o aumento da escala de reciclagem avançada). No mercado de r-PET, o r-PET avançado é o segmento de crescimento mais rápido, com incremento anual esperado superior a 17% (em comparação com o crescimento total do mercado de r-PET de 8,4%)10. Até 2050, a reciclagem avançada poderá representar 56 milhões de toneladas, o equivalente a mais de € 200 bilhões em valor de mercado.

A Carbios prevê que o crescimento do r-PET mecânico será limitado pela disponibilidade limitada de matéria-prima capaz de ser processada por esta tecnologia. O PET virgem também será limitado devidoàmenor demanda por materiais derivados do petróleo, ocasionada pelas ambições de sustentabilidade das marcas e regulamentações governamentais no mundo inteiro.

  • Comportamento do consumidor e impacto nos custos

Os consumidores também estão promovendo as marcas, e a embalagem ecológica é um fator cada vez mais importante na orientação das decisões de compra do consumidor. Os consumidores estão dispostos a pagar mais por estas embalagens e a Carbios estima que o impacto da inclusão do r-PET avançado será insignificante no poder de compra do consumidor, variando de alguns centavos por uma garrafa de água a menos de 1 € por uma jaqueta de lã 100% de poliéster.11

5. CONSTRUÇÃO DA PRIMEIRA PLANTA INDUSTRIAL COMEÇA ESTE ANO

  • Joint venture com a Indorama Ventures

A Carbios e a Indorama Ventures anunciaram recentemente a assinatura de um memorando de entendimento (“MoU”)12não vinculativo para formar uma joint venture para a construção da primeira planta de biorreciclagem de plásticos PET do mundo. Esta fábrica será construída na região do Grande Leste (França). O patrimônio da joint venture será dividido em 75% para a Carbios e 25% para a Indorama Ventures. Os principais objetivos da planta industrial serão gerar receita a partir das atividades industriais e comerciais, entregar as primeiras toneladas aos proprietários de marcas parceiras e outros agentes do mercado e capacitar futuros licenciados em larga escala. A Indorama Ventures confirmou a intenção de expandir a tecnologia a outros locais de plásticos PET para desenvolvimentos futuros. O modelo de negócios desta fábrica será idêntico ao modelo de licenciamento da Carbios (ver seção 1 acima).

  • Cronograma de obras ao dia

O cronograma de construção está dentro do programado – com a permissão de planejamento apresentada em dezembro de 2022, o início da construção, recrutamento e treinamento de pessoal da planta planejado para o final de 2023 e o comissionamento da planta previsto para 2025.

A fábrica foi projetada para maximizar a circularidade com produtos de alta qualidade, minimização de energia e resíduos e complementos de melhoria, como o aumento da matéria-prima têxtil, a reutilização e a reciclagem da água de processo.

  • Fornecimento de matéria-prima

A Carbios garantiu uma fonte inicial de abastecimento para sua futura fábrica ao ganhar parte da licitação da CITEO para a biorreciclagem de bandejas multicamadas. O consórcio formado pela Carbios, Wellman (subsidiária da Indorama Ventures) e Valorplast foi selecionado para 30% das tonelagens propostas pela CITEO. A parte do fluxo que consiste em bandejas de alimentos de várias camadas será tratada pela Carbios a partir de 2025 em sua fábrica em Longlaville.

A Carbios está em negociações com outros agentes para garantir os 50kt anuais de resíduos esperados para a capacidade total da planta. A Carbios estima que o potencial de matéria-prima para a planta de Longlaville pode chegar a 400kt em 2023 e deve aumentar para 500kt em 2030 devido a taxas mais altas de coleta seletiva.

A estratégia geral de abastecimento da Carbios é minimizar o uso de garrafas, já que se trata de uma matéria-prima cara, e diversificar o mix para incluir bandejas de alimentos, finos e resíduos têxteis para aumentar a competitividade.

  • Despesas totais de capital reestimadas em € 230 milhões

O gasto total de capital para a nova fábrica foi reestimado em € 230 milhões, em comparação com a estimativa inicial de € 200 milhões, considerando o impacto recente da inflação. Este aumento reflete a situação macroeconômica e os efeitos da inflação que afetam a indústria como um todo, mas permanece competitivo com um investimento de capital por tonelada muito menor em comparação com outros projetos avançados de reciclagem anunciados na França. Além disso, Carbios acredita que os locais futuros poderiam se beneficiar da potencial otimização do investimento de capital.

Com base e sujeito aos termos abrangentes estabelecidos no MoU, a Indorama Ventures planeja mobilizar cerca de € 110 milhões para a joint venture em capital e financiamento de empréstimos não conversíveis13, aguardando a documentação final de engenharia e os estudos finais de viabilidade econômica.

Além disso, a Carbios foi selecionada para um financiamento de € 42,5 milhões do governo francês como parte da França 2030 (€ 30 milhões do valor total) e para a região do Grande Leste (os restantes € 12,5 milhões). A concretização deste financiamento está condicionadaàaprovação pela Comissão Europeia do respectivo regime de auxílios estatais, seguida da celebração de acordos de auxílios nacionais.

Os custos do projeto Longlaville serão financiados em € 152,5 milhões (ou seja, 65%) pelas somas mobilizadas pela Indorama Ventures e pelas ajudas do governo francês e da região do Grande Leste disponíveis para o projeto. O valor restante será financiado pela capitalização do patrimônio líquido da joint venture pela Carbios. Parte da injeção de capital da Carbios na joint venture será financiada por uma parcela da atual posição de fluxo de caixa da Carbios (ou seja, € 86 milhões em 30 de abril de 2023).

  • Financiamento de capital potencial

A Carbios também está examinando ativamente as melhores opções para financiar sua injeção de capital restante na joint venture e escolherá a solução e o cronograma mais adequados com base nas condições do mercado. Caso a decisão seja utilizar financiamento de capital, os acionistas da empresa terão prioridade.

6. ATUALIZAÇÃO DE DESEMPENHO DAS ENZIMAS

Desde a publicação de um artigo na Nature, em 2020, a Carbios continuou otimizando e melhorando o desempenho de suas enzimas, principalmente para ser mais termoestável e mais ativo. A conversão final alcançada na fase de despolimerização é de 98% até o momento (contra 93% publicada na Nature), o que representa um aumento de produção de 5%.

Em 98%, a enzima da Carbios continua superando amplamente as acadêmicas publicadas.

Esta enzima patenteada será usada em 2025 na primeira planta industrial e a Novozymes otimizará o microrganismo que produz a enzima para a produção de enzimas em grande escala durante o segundo semestre de 2023.

Para prosseguir com sua pesquisa sobre a otimização e melhoria contínua de sua tecnologia enzimática, recentemente a Carbios recebeu um financiamento total de € 11,4 milhões do governo francês como parte da França 2030, incluindo € 8,2 milhões diretamente para a Carbios (dos quais € 5 milhões sob a forma de um adiantamento reembolsável) e € 3,2 milhões com seus parceiros acadêmicos INRAE14, INSA15 e CNRS16 por meio do serviço conjunto da TWB17 e das unidades de pesquisa da TBI18.

O total de ajudas francesas em 2023 é de € 54 milhões, na sequência do empréstimo de € 30 milhões obtido em 2022 junto do Banco Europeu de Investimento.

7. PRIMEIRAS VENDAS DA SOLUÇÃO DE BIODEGRADAÇÃO DE PLA PREVISTAS ATÉ 2024

A expectativa é de que o mercado de PLA cresça com a produção mundial aumentando de 400kt em 2022 para 700kt em 2026. A Carbios planeja efetuar suas primeiras vendas nos EUA no final de 2023 ou início de 2024.

A notificação de contato com alimentos está nos estágios finais com a aprovação da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos EUA antes do final de 2023 e permitirá o lançamento comercial desta tecnologia própria. A aprovação da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (AESA) será a seguinte.

8. EXPANSÃO DO PORTFÓLIO PARA OUTROS PLÁSTICOS

A missão da Carbios é disponibilizar todos os tipos de plásticos na economia circular. A empresa publicou recentemente um artigo intitulado Enzymes’ power for plastics degradation (“O poder das enzimas na degradação dos plásticos”), na Chemical Reviews, uma das 10 revistas científicas mais influentes do mundo, em colaboração com seus parceiros acadêmicos – o Instituto de Biotecnologia de Toulouse (TBI19) e a Universidade de Bordeaux, ambos da França. Este artigo marca um antes e um depois para a Carbios na busca de enzimas para degradar outros plásticos além do PET e do PLA.

Com sua forte infraestrutura de P&D e parcerias estabelecidas, a Carbios pode desenvolver seu portfólio de inovações em diferentes tipos de plástico mais rapidamente. Outros polímeros de interesse, como poliamidas (incluindo nylon) ou poliolefinas (polietileno/polipropileno), serão beneficiados com esta aceleração da fase de P&D. Estes tipos de plástico serão levados a outros mercados, como no caso dos mercados de poliamidas, automotivo e eletrônico, e um mercado internacional em crescimento estimado em US$ 30 bilhões com pouquíssimas tecnologias de reciclagem disponíveis na atualidade.

  • Proteção das inovações

A partir de 2023, uma das principais áreas de foco da equipe de Propriedade intelectual será proteger a inovação relacionadaàdegradação enzimática de outros polímeros e garantir que a Carbios permaneça na vanguarda. A política proativa da Carbios em relaçãoàpropriedade intelectual garante que as inovações estejam protegidas durante todo o seu ciclo de vida.

Sobre a Carbios:

A Carbios é uma empresa de biotecnologia que desenvolve e industrializa soluções biológicas para reinventar o ciclo de vida do plástico e dos têxteis. Inspirada pela natureza, a Carbios desenvolve processos baseados em enzimas para descompor o plástico com a missão de evitar a poluição plástica e têxtil e acelerar a transição para uma economia circular. Suas duas tecnologias disruptivas para a biorreciclagem de plásticos PET e a biodegradação de PLA (biopolímero ácido poliláctico) estão alcançando a escala industrial e comercial. Sua planta de demonstração de biorreciclagem está em operação desde 2021 e uma primeira planta industrial, em parceria com a Indorama Ventures, deve ser inaugurada em 2025. A Carbios tem recebido reconhecimento científico, nomeadamente estampando a capa da Nature, e é apoiada por marcas de prestígio no setores de cosmético, alimentos e bebidas e vestuário para melhorar a reciclabilidade e a circularidade de seus produtos. Nestlé Waters, PepsiCo e Suntory Beverage & Food Europe são membros de um consórcio de embalagens fundado por Carbios e L’Oréal. On, Patagonia, PUMA, PVH Corp. e Salomon colaboram com a Carbios em um consórcio têxtil.

Acesse www.carbios.com/en para saber mais sobre a biotecnologia que impulsiona a circularidade do plástico e dos têxteis.

Twitter: Carbios / LinkedIn: Carbios / Instagram: insidecarbios

Informações sobre as ações da Carbios:

Código ISIN: FR0011648716

Código Ticker Euronext Growth: ALCRB

LEI: 969500M2RCIWO4NO5F08

A Carbios, fundada em 2011 pela Truffle Capital, é elegível para o PEA-PME, um programa do governo que permite que os residentes franceses que investem em PMEs se beneficiem de descontos no imposto de renda.

Isenção de responsabilidade sobre declarações prospectivas e fatores de risco:

Este comunicadoàimprensa contém declarações prospectivas, não dados históricos, e não deve ser interpretado como uma garantia de que os fatos e dados declarados irão ocorrer. Estas declarações prospectivas estão baseadas em dados, suposições e estimativas consideradas razoáveis pela Carbios. A Carbios opera em um ambiente competitivo e em rápida evolução. Assim, não está em posição de antecipar todos os riscos, incertezas ou outros fatores que possam afetar seu negócio, seu impacto potencial em seus negócios ou a medida em que a materialização de um risco ou combinação de riscos pode conduzir a resultados que diferem significativamente daqueles citados em qualquer declaração prospectiva. A Carbios chama a atenção ao fato de que as declarações prospectivas não são de modo algum garantia de seu desempenho futuro e que sua atual situação financeira, resultados e fluxos de caixa e o desenvolvimento do setor em que a Carbios opera podem diferir significativamente daqueles propostos ou sugeridas pelas declarações prospectivas contidas neste documento. Além disto, mesmo que a posição financeira, resultados, fluxos de caixa e desenvolvimentos da Carbios no setor em que opera sejam consistentes com as informações prospectivas contidas neste documento, tais resultados ou desenvolvimentos podem não ser uma indicação confiável dos futuros resultados ou desenvolvimentos da Carbios. Os leitores são aconselhados a considerar com cuidado os fatores de risco descritos no documento de registro universal apresentadoàautoridade francesa de mercado (“AMF”), bem como no relatório financeiro semestral disponível gratuitamente no site da empresa. Se todos ou parte destes fatores de risco se materializarem ou outros, em nenhum caso a Carbios será responsável por qualquer decisão tomada ou ação tomada em conjunto com as informações e/ou declarações neste comunicado de imprensa ou por quaisquer danos relacionados. Esta informação é concedida apenas a partir da data deste comunicadoàimprensa. A Carbios não se compromete a publicar atualizações destas informações ou das premissas nas quais estejam baseadas, exceto em conformidade com qualquer obrigação legal ou regulamentar que seja aplicável a elas.

Este comunicadoàimprensa e as informações aqui contidas não constituem uma oferta de venda ou solicitação de oferta de compra ou subscrição de ações da Carbios em qualquer país.

_________________________

1 A Indorama Ventures planeja mobilizar cerca de € 110 milhões para a joint venture em capital e financiamento de empréstimos não conversíveis, enquanto aguarda a documentação final de engenharia e os estudos finais de viabilidade econômica. O restante será financiado pela Carbios.

2 A tecnologia de biorreciclagem de plásticos PET da Carbios converte qualquer tipo de resíduo PET em seus componentes básicos (monômeros: PTA e MEG). Estes podem então ser usados para fabricar plástico PET 100% reciclado e 100% reciclável, sem perda de qualidade.

3 O alvo principal dos possíveis licenciados para a tecnologia de biorreciclagem de plásticos PET da Carbios são os produtores de PET que usam PTA e MEG como matéria-prima para operar suas fábricas. Outros potenciais licenciados irão subcontratar a aquisição de capacidades ou adquirir o equipamento necessário se quiserem produzir plásticos PET.

4 Dimensão mundial do mercado com base no cenário “Accelerating Momentum” da McKinsey & Company, 2023.

5 Em 2022, € 13 milhões líquidos.

6 Em 2022, € 13 milhões.

7 O alvo principal dos possíveis licenciados para a tecnologia de biorreciclagem de plásticos PET da Carbios são os produtores de PET que usam PTA e MEG como matéria-prima para operar suas fábricas. Outros potenciais licenciados irão subcontratar a aquisição de capacidades ou adquirir o equipamento necessário se quiserem produzir plásticos PET.

8 A Deloitte foi a especialista responsável por esta Avaliação do ciclo de vida.

9 Perspectiva do caso com base no cenário “Accelerating Momentum” da McKinsey & Company, 2023.

10 De acordo com estimativas da Carbios.

11 Com base na (i) pesquisa quantitativa da Carbios em parceria com a Strategic Research (maio de 2022 N=6.038. EUA, França, Alemanha, Itália, Reino Unido e Japão); (ii) pesquisa qualitativa da Carbios em parceria com o Spring Voice Research Institute (julho de 2022. EUA); (iii) Índice de negócios de sustentabilidade, soluções sustentáveis PDI (junho de 2022 N=1.062 adultos. EUA).

12 Documentação do contrato a ser finalizada antes do final de 2023.

13 Tanto o financiamento de capital quanto o empréstimo não conversível da Indorama Ventures devem ser feitos apenas na joint venture e não na Carbios.

14 Instituto de Pesquisas para Agricultura, Alimentação e Meio Ambiente da França.

15 Instituto de Ciências Aplicadas da França.

16 Centro de Pesquisa Científica da França.

17 Toulouse White Biotechnology – UMS INRAE 1337 / UAR CNRS 3582.

18 Instituto de Biotecnologia de Toulouse – UMR INSA/CNRS 5504 / UMR INSA/INRAE 792.

19 Instituto de Biotecnologia de Toulouse, unidade de pesquisa conjunta que associa o INSA de Toulouse, o CNRS e o INRAE.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

CARBIOS

Melissa Flauraud

Assessoria de Imprensa

melissa.flauraud@carbios.com

+33 (0)6 30 26 50 04

Benjamin Audebert

Relações com Investidores

contact@carbios.com

+33 (0)4 73 86 51 76

Assessoria de Imprensa (França)

Iconic

Marie-Virginie Klein

mvk@iconic-conseil.com

+33 (0)1 44 14 99 96

Assessoria de Imprensa (EUA)

Rooney Partners

Kate L. Barrette

kbarrette@rooneyco.com

+1 212 223 0561

Assessoria de Imprensa (Alemanha, Áustria, Suíça e Reino Unido)

MC Services

Anne Hennecke

carbios@mc-services.eu

+49 (0)211 529 252 22

Fonte: BUSINESS WIRE

Últimas

Wipro e Nokia lançam em conjunto uma solução de rede sem fio 5G privada para acelerar a transformação digital empresarial

26/02/2024

Anúncios A Wipro Limited (NYSE: WIT, BSE: 507685, NSE: WIPRO), uma empresa líder em consultoria e...

Categorias