23 fevereiro, 2024

Últimas:

Setor têxtil encontra novas formas de empreender

Setor têxtil encontra novas formas de empreender

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), o segmento conta com mais de 22 mil empresas produtivas formais, é o 2º maior empregador da indústria de transformação no Brasil e, ainda, segundo a entidade, é a maior cadeia têxtil do Ocidente, englobando uma cadeia produtiva que vai desde a fabricação do algodão até as vendas dos produtos, além de abranger importantes desfiles de moda.

Esses números se refletem nas vendas. Uma pesquisa da Visa Consulting & Analytics apontou o crescimento acima de 16% nas compras de vestuário no ano passado. Reforçando a tendência, o portal E-commerce Brasil listou os produtos mais vendidos on-line no primeiro bimestre de 2023 e a categoria Moda e Acessórios ficou atrás apenas de Eletrônicos e Tecnologia.

Diante deste cenário, dentre as diversas modalidades de atuação no setor têxtil, uma das possibilidades encontradas por empreendedores é atuar em todas as fases da cadeia produtiva, da fabricação à venda nas plataformas on-line. É o caso da Kessler, empresa de moda masculina de luxo, fundada em 2016. João Otávio Moretti, CMO da empresa, falou sobre os desafios enfrentados neste modelo de negócio.

Como vê a tendência de empreendedores atuando em negócios que contemplem toda a cadeia produtiva do produto, da fabricação à venda em plataformas digitais? 

A cadeia produtiva no setor têxtil é complexa e demanda uma atenção meticulosa para assegurar uma experiência impecável ao consumidor final que realiza suas compras on-line. Nesse contexto, assumimos total responsabilidade sobre todo o processo, desde a produção com controle de alta qualidade com custos otimizados até a entrega ao cliente.

As lojas on-line que vendem moda e produzem têm um sucesso maior, pois conseguem reproduzir seus produtos que mais vendem e ter mais profundidade de estoque sem depender de um fornecedor que produz coleções e para de fabricar o produto depois da estação.

Quais os desafios e as vantagens de atuar dessa maneira?

O tempo que leva para desenvolver e fabricar os produtos e o custo total da cadeia é bem maior do que você comprar direto de um fornecedor. Para fabricar uma camiseta como a da Kessler, nós levamos até 45 dias, pois existem muitos processos e revisões de qualidade.

Porém, você não fica refém de seu fornecedor e consegue baixar em até 50% o preço de custo do produto. Nós perdemos tempo e orçamento para uma fabricação grande e ganhamos com um produto de maior qualidade e mais lucrativo.

Quais são as especificidades de atuar no mercado têxtil desse modo?

A cadeia completa vai desde a compra do fio de algodão até a lavanderia que faz o acabamento nas camisetas. Então, é necessário saber todo o processo produtivo e também ter os prestadores de serviço certos que conseguem entregar um produto de qualidade. Na Kessler nós temos um tecnólogo em Produção Têxtil que é nosso gerente de produção e garante todo o processo de fabricação das nossas camisetas.

Sobre a Kessler

Fundada em 2016 em Balneário Camboriú, a Kessler atua com foco na moda masculina de luxo minimalista. Com mais de R$ 3 milhões de faturamento, a empresa conta com processo produtivo 100% nacional e tem como seu único produto importado o foi de algodão Pima, de origem peruana, de fibras mais longas e resistentes.

Com seu e-commerce lançado em 2019, a marca projeta a realização de vendas em multimarcas e abertura de pop-up stores e quiosques em shoppings centers, com o objetivo de ampliar a oportunidade de clientes experimentarem os produtos pessoalmente.

Para mais informações, basta acessar: www.kesslerclothing.com.

Últimas

ACG Home Care inaugura franquia na cidade de São Paulo

ACG Home Care inaugura franquia na cidade de São Paulo

23/02/2024

Mais de 330 mil pessoas na região da Aclimação, Sé e Liberdade serão beneficiadas pelos serviços...

Categorias