19 de junho, 2024

Últimas:

CVC: consultoria é alternativa para investir em inovação

CVC: consultoria é alternativa para investir em inovação

Anúncios

Cada vez mais, as startups promovem a inovação e a criação de soluções eficientes em diversas áreas de atuação. De acordo com matéria publicada pelo Sebrae, um levantamento recente da Cortex mostra que há 11.562 empresas ativas no Brasil. 

Ainda segundo o estudo, o segmento de TI (Tecnologia da Informação) ocupa o primeiro lugar dentre as áreas de atuação, com 28%. Em seguida, vêm as iniciativas de Serviços (22%), Varejo (16%), Indústria (11%) e financeiro (6%).

Anúncios

Ricardo Kahn, diretor de consultoria e treinamento da Valetec Capital, explica que a inovação é fundamental para a sobrevivência e o crescimento das corporações, e muitas empresas já utilizam diversas formas de engajamento dessas startups como uma ferramenta para impulsionar a inovação. 

“A forma mais fácil e rápida de engajamento de startups é a simples contratação de produtos ou serviços oferecidos por elas ao público. Indo um pouco adiante, é possível contar com sua força criativa por meio de parcerias estratégicas e desenvolvimento conjunto de produtos ou negócios”, expõe. 

Anúncios

Quando a empresa quer internalizar a inovação, prossegue, ela passa a cogitar o M&A, ou seja, comprar parte significativa da startup podendo trazê-la ou não para dentro de sua operação. “Isto se percebe quando vemos as aquisições de startups por parte de grandes empresas aumentando a cada ano. Isso, quando bem feito, pode ser uma grande ferramenta de inovação”, articula Kahn.

No entanto, ele destaca o uso apenas de M&A (Fusões e Aquisições) como estratégia para monitoramento e análise de disrupções em mercados correlatos pode ser limitado, principalmente para ameaças que podem surgir em um horizonte mais distante do core business da empresa.

“É aí que o CVC (Corporate Venture Capital) entra como uma alternativa para desenvolver a inteligência de negócios nos setores adjacentes e até um pouco mais distantes do core-business da empresa”, afirma. “Uma abordagem bem planejada de CVC pode potencializar em muito o alcance do “radar estratégico” da empresa, permitindo uma visão bastante aprofundada e ao mesmo tempo ampla sobre as áreas de negócios que a empresa espera acompanhar”. 

Segundo o diretor de consultoria e treinamento da Valetec Capital, também é importante notar que a implementação de uma estratégia de CVC pode ser complexa e desafiadora, e muitas empresas acabam cometendo erros, que comprometem o sucesso do programa. Uma pesquisa recente do Global Corporate Venturing revela que apenas 37% das iniciativas de CVC iniciadas desde 2011 continuavam ativas em 2022.

“A estratégia de Corporate Venture Capital pode trazer muitos benefícios para uma empresa, mas é importante ter uma abordagem estratégica e cuidadosa para garantir o sucesso”, explica. “É importante se apoiar na experiência de quem já passou por isso e sabe navegar por essas águas turbulentas.”, complementa

É nesse contexto que, na visão de Kahn, o trabalho de uma consultoria especializada em CVC pode agregar valor ao planejamento de uma empresa de forma rápida e econômica. Ele conta que esse trabalho pode apoiar empresas nacionais e multinacionais na estruturação de abordagens e fundos de investimento em CVC, abordando questões como a definição dos direcionamentos e objetivos estratégicos da abordagem de CVC.

“A orientação de especialistas pode acelerar a curva de aprendizado e melhorar a efetividade de uma empresa na definição de uma tese de investimentos e política de investimentos, na estruturação de parcerias ganha-ganha com o ecossistema e na definição do modelo adequado e seu modelo de governança, além do processo operacional do veículo e modelo de worksharing com parceiros”, acrescenta.

De acordo com Kahn, esse trabalho de consultoria no planejamento de Corporate Venture Capital pode ajudar uma empresa de diversas formas. A seguir, são listados pelo empresário os principais benefícios que a consultoria de Corporate Venture Capital pode oferecer a uma empresa:

  • Identificação de startups e empresas em fase inicial que estejam alinhadas com seus objetivos estratégicos;
  • Análise de mercado e de setores: a consultoria busca e fornece informações sobre os setores em que a empresa está interessada em investir, incluindo análises de tendências de mercado e de concorrência;
  • Avaliação de startups: levanta todas as informações das startups e outras empresas em fase inicial para determinar seu potencial de retorno financeiro e sua adequação aos objetivos estratégicos da empresa;
  • Desenvolvimento de estratégias de investimento: uma consultoria oferece para a empresa o desenvolvimento de estratégias de investimento que atendam às suas metas financeiras e estratégicas;
  • Suporte em todo o processo de investimento: a consultoria fornece suporte em todas as etapas do processo de investimento, desde a due diligence até a gestão pós-investimento.

Para mais informações, basta acessar: www.valetec.com.br ou contatar o profissional diretamente em ricardok@valetec.com.br.

Talvez te interesse

Últimas

Maus hábitos com a saúde prejudicam o aprendizado...

Categorias