15 de julho, 2024

Últimas:

Pesquisa prevê alta de empregos em restaurantes neste ano

Pesquisa prevê alta de empregos em restaurantes neste ano

Anúncios

Um levantamento da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) realizado no mês de janeiro com 1.748 empreendedores de todo país mostrou que 33% deles afirmaram que vão aumentar o quadro de funcionários neste ano. No ano passado, segundo IBGE, o setor abriu 115 mil novos postos de trabalho no país.   

A previsão de alta de empregos se dá em um momento em que o setor registra aumento de faturamento. Em dezembro de 2022, segundo a Associação, pelo menos 59% das empresas do setor registraram aumento de faturamento, em relação ao mesmo período de 2021.

Anúncios

Outra pesquisa, realizada pela Acom Sistemas, mostra que 2022 foi o ano da recuperação do setor de alimentação fora do lar, que sofreu vários desafios por conta da pandemia da Covid-19. Segundo os dados, o volume de vendas no ano passado superou em 82% o volume de 2019, no período pré-pandemia. Em relação a 2021, o aumento do volume de vendas foi de 49%.

A recuperação do setor de alimentação fora de casa e a possibilidade de abertura de novas vagas é animadora, especialmente por ser um segmento que costuma dar oportunidades para pessoas em vulnerabilidade social. Com 10 anos de experiência na área de Gastronomia, a chef Luciane Soveral D´Aviz atua como mentora em cursos, com foco em confeitaria, para iniciantes que querem atuar em cozinhas de restaurantes.

Anúncios

Ela explica que para pessoas em vulnerabilidade social, os cursos costumam ajudar na entrada do mercado de trabalho e como condutores de uma maior integração social. “Estes cursos geralmente consistem em ensinar técnicas básicas de cozinha, padaria ou confeitaria. Iniciando os candidatos em uma nova profissão e, na maioria das vezes, os alunos se formam com um emprego garantido. Muitas vezes, os cursos garantem o estabelecimento de um novo padrão social para o indivíduo e, muitas vezes, para a família toda”, enfatiza. 

A chef instrutora confirma que hoje a demanda por vagas de trabalho no setor de restaurante é grande. “Muitas vezes, os empregadores não exigem um currículo extensivo para ocupar estas vagas, no entanto, os candidatos podem ter um currículo mais competitivo com um curso de técnicas básicas de cozinha”, ressalta.

Faturamento do setor de bares e restaurantes cresceu mais que inflação

Outro dado coletado pela pesquisa da Abrasel mostra que 44% dos empresários entrevistados afirmaram que seu faturamento cresceu mais que a inflação em 2022. Para 12%, o resultado do ano passado acompanhou a inflação. Outros 11% afirmaram que o crescimento ficou abaixo da inflação, para 10% que não cresceu nada e outros 10% afirmaram que o faturamento caiu em comparação com 2021.

Além disso, em relação às expectativas para este ano, 66% afirmaram acreditar que o faturamento em 2023 cresça acima da projeção de inflação, de 5,36%. Outros 16% esperam que acompanhe a inflação, 5% acreditam que cresça menos, 8% que mantenha o valor de 2022 e 4% preveem queda de faturamento.

Em relação aos preços, 40% disseram que em 2022 fizeram reajustes conforme a média da inflação, outros 27% fizeram reajuste abaixo do índice, 23% não conseguiram fazer reajustes e apenas 10% aumentaram os valores do cardápio acima do índice de inflação.

A pesquisa da Abrasel mostrou ainda que, apesar do faturamento maior, as empresas do setor de alimentação ainda estão em busca de cobrir os prejuízos amargados durante a pandemia da Covid-19. Pelo menos 70% dos empresários afirmaram que hoje têm empréstimos contratados, com inadimplência de 23% entre aqueles que tomaram dinheiro de linhas regulares e de 13% entre os que aderiram ao Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

Talvez te interesse

Últimas

Mestres e entusiastas do segmento realizam encontro para aprofundar sobre o mercado das milhas e viagens...

Categorias