16 de junho, 2024

Últimas:

Busca por agências de viagens corporativas cresce no Brasil

Busca por agências de viagens corporativas cresce no Brasil

Anúncios

Conhecida por se tratar de viagens realizadas por funcionários de uma empresa para realizar assuntos relacionados a empresas, a viagem corporativa é cada vez mais comum no Brasil, principalmente nos grandes centros. Isso porque, as empresas estão cada vez mais próximas dos seus clientes no decorrer dos últimos anos, tendo como objetivo vender seus produtos e serviços.

Segundo os dados do Levantamento de Viagens Corporativas (LVC), criado pela Fecomercio-SP em parceria com a Associação Latino Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev), o faturamento dos setores ligados às viagens corporativas foi de R$ 5,4 bilhões no primeiro trimestre de 2022, o que representa cerca de 143,7% de crescimento em relação ao mesmo período de 2021.

Anúncios

Diante dessa crescente na demanda de empresas para transportar os seus funcionários a outras localidades. Muitas agências passaram a oferecer esses serviços, com o intuito de facilitar a vida das empresas, um exemplo disso, a CEO Travel, uma agência de viagens corporativas especialista em gestão de viagens.

O Diretor Financeiro da agência, Jorge Khouri, destacou a importância de haver sempre algo inovador para as empresas, ao afirmar que “o mais importante é fornecer serviços de qualidade, apresentando sempre diferenciais aos nossos clientes, como a flexibilidade, criar propostas para adequar as viagens ao seu orçamento com economia, agilidade e controle na gestão de viagens”.

Anúncios

Em muitos casos, as empresas optam por agências que otimizem e facilitem ainda mais todo o processo de negociação e compra da empresa, devido a isso, o uso da tecnologia tem sido essencial na hora de encontrar o melhor serviço.

“A agência deve sempre pensar no melhor para ambos os lados, por isso, disponibilizar o acesso do consumidor é crucial nesse momento. Como por exemplo, melhorar o sistema de consulta, cooperação e reservas. É necessário automatizar todo o processo, por que através disso as empresas poderão controlar despesas e reduzir os custos com as viagens corporativas”, completou a Vice-presidente da CEO Travel, Christine Loureiro.

Vale destacar que, esses números tendem a crescer ainda mais em 2023, principalmente durante a pós-pandemia. O setor de viagens corporativas fechou o terceiro trimestre de 2022 com um faturamento de R$ 3,3 bilhões, valor 11,6% maior em relação ao mesmo período de 2019, momento anterior à pandemia.

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.737 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (15) no Espaço da Sorte, na...

Categorias