23 de julho, 2024

Últimas:

Telerradiologia leva diagnóstico para regiões remotas

Telerradiologia leva diagnóstico para regiões remotas

Anúncios

Boa parte dos brasileiros, especialmente os que moram em regiões distantes dos grandes centros e fazem uso do sistema público de saúde, sofre com falta de acesso à saúde. Longas filas de espera para a realização dos exames e demora para se obter os resultados, consequências de um sistema sobrecarregado, estão entre as principais reclamações.

Com o emprego de tecnologia remota, entretanto, o que parecia uma equação sem solução, vem se tornando um cenário promissor. Tanto que o próprio Ministério da Saúde conta com uma secretaria dedicada ao tema saúde digital e tem destacado a importância da telessaúde para o desenvolvimento do SUS (Sistema Único de Saúde) e o atendimento de demandas reprimidas.

Anúncios

Neste contexto, a telerradiologia se destaca como uma opção não só capaz de diminuir o tempo para a realização de exames e a obtenção de resultados, mas como uma alternativa segura e precisa para a conclusão de um diagnóstico. Laudos que costumavam demorar até seis meses para ficar prontos, podem ser finalizados em 48 horas com os serviços de diagnóstico à distância.

De acordo com o médico radiologista Augusto Romão, CEO da One Laudos, este tipo de agilidade pode significar a diferença entre a vida e a morte de um paciente. “Em suspeita emergencial de AVC, por exemplo, é possível apresentar o resultado em até 30 minutos”, aponta o especialista.

Anúncios

Isso só é possível porque as análises acontecem de forma remota. Na prática, os exames realizados chegam a uma central de laudos, que funciona 24 horas e conta com um time de médicos das mais variadas especialidades. “O processo ganha agilidade, alcança lugares distantes e permite o compartilhamento de conhecimento sem a necessidade da presença física. E mais: os resultados podem ser acessados pelo médico via aplicativo de celular”, salienta Romão.

Atualmente, a One Laudos, que atua tanto no sistema público, quanto no privado, oferece serviços para 110 hospitais e centros de saúde de todo o Brasil, atendendo em média 185 mil pacientes por mês. Entre eles estão a realização de laudos de exames de imagem como, mamografia, tomografia, ressonância magnética e endoscopia.

Talvez te interesse

Últimas

Produtos de alta tecnologia prometem eficiência, durabilidade e sustentabilidade nas estruturas...

Categorias