13 abril, 2024

Últimas:

Primeiros socorros: o que fazer em acidentes domésticos?

Primeiros socorros: o que fazer em acidentes domésticos?

Anúncios

O dia 24 de junho é lembrado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como o Dia Mundial de Prevenção de Quedas. A data, adotada pela Sociedade Brasileira de Gerontologia e Geriatria (SBGG), alerta para a necessidade de prevenção contra acidentes domésticos em geral, como queimaduras, cortes ou quedas. Tais incidentes podem ocorrer com qualquer pessoa, em meio às atividades diárias, mas têm atingido principalmente crianças e idosos. 

De acordo com dados do DataSUS, divulgados em novembro do ano passado pelo antigo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, 1.616 crianças entre 0 e 14 anos de idade morreram entre 2020 e 2021, vítimas de acidentes domésticos em geral. Desse total, 1.292 tinham entre 0 e quatro anos. Já entre os idosos, a estimativa baseada em estatísticas do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), mostra que 40% dos idosos com 80 anos ou mais sofrem quedas todos os anos, principalmente em casas de repouso. 

Anúncios

Um dos casos recentes de acidente doméstico que mais chamou atenção aconteceu em 31 de março deste ano com o jornalista e apresentador esportivo Milton Neves, que sofreu uma queda no banheiro de seu apartamento, em Muzambinho (MG). Na ocasião, ele mesmo relatou, em entrevista à TV Bandeirantes, que escorregou ao sair do banho e bateu a cabeça em um móvel de madeira, que quase atingiu um dos olhos. O comunicador, de 71 anos, teve ferimentos leves, mas chegou a desmaiar após a queda e precisou ser internado em um hospital de São Paulo (SP), para exames de observação. 

Quando algum acidente acontece em casa, é importante manter a calma e tomar algumas medidas de primeiros socorros, que aqui são explicados pela enfermeira e professora Gabriella Nascimento, do curso de Enfermagem do Centro Universitário Tiradentes (Unit Pernambuco).

Anúncios

Queimaduras

Em casos de queimaduras, muitas vítimas, ou pessoas que as acompanham, costumam aplicar pasta de dente, café ou qualquer outra substância no local atingido. Outras procuram estourar a bolhas que se formarem. Só que, ao contrário do que se acredita, estas práticas não são recomendadas de forma alguma, pois podem piorar a gravidade do ferimento. 

A enfermeira explica que, em casos de queimadura de 1° grau (caracterizada por vermelhidão, dor local e edema), o mais correto é colocar a parte queimada debaixo de água corrente e fria por, aproximadamente, 10 minutos. Além disso, compressas frias e úmidas também podem ser utilizadas. Já em caso de queimaduras em grandes extensões do corpo, deve-se entrar em contato com Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), através do telefone 192, ou, se houver possibilidade, levar a vítima para a emergência.

Envenenamento

Ingerir substâncias tóxicas como produtos de limpeza ou veneno de rato, acaba sendo mais comum quando existem crianças em casa. Muitas pessoas acreditam que dando leite, o efeito será cortado. Entretanto, isso também se trata de um mito popular. “Não se deve oferecer água, leite ou qualquer outro líquido, ou até mesmo provocar o vômito. O recomendado é pedir ajuda ligando para o Samu (192), ou encaminhar essa criança ou pessoa com urgência, para serviço médico”, explica Gabriella.

Cortes

Principalmente no preparo ou manuseio de alimentos, é comum que aconteçam lesões por conta de objetos cortantes ou pontiagudos. Nesses casos, é importante tentar estancar o sangramento com gazes ou panos limpos, mas vale ressaltar que, mesmo conseguindo controlá-lo, é necessária uma avaliação médica para saber se o corte precisará de pontos. E, ainda de acordo com a professora, deve-se ter atenção com materiais penetrantes. “Caso o corte seja causado por algum material penetrante, não tente remover, essa conduta poderá causar um novo sangramento. Nesse caso, procure o hospital mais próximo imediatamente”, pontua.

Quedas de pressão e desmaios

Gabriella explica que, em ambos os casos, o recomendado é elevar as pernas da vítima para que o fluxo sanguíneo na região da cabeça aumente e a vítima consiga recobrar os sentidos. Mas, deve-se lembrar, que nos desmaios, caso a vítima seja encontrada inconsciente, é importante observar se ela está respirando, através da elevação do tórax. 

Asfixia 

Assim como nos casos de envenenamento, é mais comum que aconteça com crianças, porém, adultos também estão suscetíveis. A recomendação é de se manter calmo e acionar o Samu, entretanto, nos casos de obstrução total das vias aéreas por corpo estranho, a “manobra de Heimlich”, também chamada de “tração abdominal”, pode ser realizada, enquanto o socorro não chega. Já em caso de crianças, o procedimento é um pouco diferente. 

“Em caso de crianças maiores de um ano de idade, é recomendado que você fique da altura dela ou a coloque no colo. Após isso, posicione suas mão fechadas, uma em cima da outra, guardando o polegar e feche os dedos. Posicionando-se atrás da criança, deve-se colocar as mãos na boca do estômago (no meio, no final das costelas) e fazer compressões rápidas  em formato de “J” para dentro e para cima”, explica a professora. 

Últimas

Botucatu: Homem é preso após denúncia de porte de arma em posto de combustível

13/04/2024

Anúncios Na manhã da última quinta, dia 11, uma operação policial teve inicio após uma denúncia...

Categorias