Suspeito de tentar matar ex-mulher em Agudos já cumpriu pena pelo mesmo crime

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O homem, de 54 anos, preso após tentar matar a ex-mulher, de 49, a tiros em Agudos (SP) já foi cumpriu pena pelo mesmo crime há 20 anos, segundo a polícia. Andirás Aparecido da Silva é suspeito de atirar no ombro e na cabeça da ex-mulher, Áurea da Silva, após uma discussão no meio da rua. O crime aconteceu no último sábado (5).

A vítima foi socorrida e segue internada em estado gravíssimo no Hospital de Base de Bauru. Segundo a polícia, duas pessoas viram o casal discutindo e ouviram a mulher gritar por socorro.

As testemunhas ouviram também quando o homem atirou duas vezes contra a mulher. Após os disparos, o suspeito fugiu. “Ele não conseguiu entrar no carro e seguiu a pé, nós fomos atrás e quando ele jogou a arma perto de uma árvore decidimos segurá-lo e chamar a polícia”, conta Bruno Fernandes, que testemunhou o crime e deteve o suspeito com a ajuda de um amigo.

Arma do crime foi apreendida pela Polícia Civil em Agudos (Fotos: Reprodução/TV TEM)

A Polícia Militar foi até o local e Andirás foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio. Segundo as investigações, o casal teve um relacionamento por 11 anos e estava separado há oito. Ela já tinha denunciado o ex-marido por ameaças e agressões.

“A Polícia Civil já havia relatado o inquérito policial, foi a juízo e inclusive já havia expedido uma medida protetiva para que ele não se aproximasse da vítima”, explica o delegado Jader Biazon.

Segundo a polícia, o suspeito já tinha tentado matar outra ex-mulher e a ex-sogra em 1997, quando morava em São Paulo, e cumpriu pena por tentativa de homicídio, já que na época não existia a Lei Maria da Penha, que completa nesta segunda-feira (7) 11 anos em vigor.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes