Mulher é flagrada ao tentar levar maconha para o filho preso em penitenciária

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O fim de semana dedicado a visitas de parentes de presos em penitenciárias do interior paulista foi marcado por diversos casos de mulheres tentando entrar nas unidades prisionais com produtos proibidos escondidos no corpo. Foram dois casos de droga e um de aparelho celular.

No domingo (10) pela manhã, uma mulher que é mãe de um sentenciado tentou entrar na Penitenciária de Balbinos levando 95 gramas de maconha. O material, envolto de fita adesiva, estava escondido no corpo da visitante para supostamente ser entregue ao filho. A tentativa foi frustrada durante a revista íntima.

Também no domingo, mas na unidade prisional de Pirajuí, o caso registrado pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) foi relacionado a telefone celular. Uma mulher tentou entrar com um aparelho escondido no corpo, mas foi parada no detector de metais.

No sábado (9), funcionárias da Penitenciária II de Avaré evitaram a entrada de entorpecentes no presídio. Logo pela manhã, elas notaram o nervosismo de uma visitante que aguardava para ser revistada. Questionada, a visitante acabou confessando que carregava invólucros de maconha e cocaína.

Em todos os casos, a polícia de plantão foi acionada para lavrar boletim de ocorrência. Também foi aberto Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os produtos ilegais.

A SAP informa que visitantes flagrados tentando entrar com objetos proibidos em unidades prisionais são automaticamente excluídos do rol de visitas.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes