Justiça faz audiência de caso do PM da região de Botucatu, suspeito de matar colega durante churrasco

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Justiça realizou nesta terça-feira (9) a primeira audiência do caso do policial Militar suspeito de matar o amigo, filho de um ex-comandante da PM, em Araçatuba (SP). Foram ouvidas sete testemunhas de acusação.

Inicialmente seriam ouvidas cinco testemunhas de acusação e outras duas, que são de Birigui, prestariam depoimento por carta precatória. No entanto, antes da audiência as demais testemunhas foram ao Fórum de Araçatuba e também prestaram depoimento. Esta foi a primeira audiência do caso.

O crime foi registrado em julho do ano passado, quando o policial militar Vinícius Coradim e o estudante Diogo Belentani participavam de um churrasco em uma chácara. Na ocasião, a arma de Vinícius disparou e atingiu o peito do Diogo, que morreu a caminho do hospital.

No dia do crime, o PM, que atuava na região de Botucatu (SP) foi preso, mas liberado depois de pagar fiança de R$ 1,5 mil.

A princípio, a polícia informou que o disparo thavia sido acidental e Vinícius respondia ao crime de homicídio culposo, sem intenção de matar. Entretanto, depois a polícia descobriu que as testemunhas mentiram nos primeiros depoimentos e revelaram que o Vinícius estava segurando a arma no momento do disparo, e não o Diogo, como chegou a ser divulgado.

A polícia apurou também que houve mudança na cena do crime. O caso teria sido motivado após eles discutirem por causa de uma mulher que estaria envolvida com os dois, segundo as investigações da Polícia Civil.

Para o Ministério Público, o policial agiu com intenção de matar, mas o argumento é contestado pela defesa do réu. “Ficou demonstrado que o Vinícius sequer sabia que efetivamente Diogo tinha um relacionamento com a menina. Não aconteceu por este motivo, senão este porquê teria sido afastado no início das investigações, então isso não existe”, afirma o advogado Nilton Souza Viva Nunes.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes