Igreja de Aparecida, em São Manuel, tem imagem diferente de Nossa Senhora Aparecida

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O distrito de Aparecida, em São Manuel (SP), tem o segundo santuário de Nossa Senhora Aparecida, dos 28 construídos no Brasil. O título veio em 1913, dois anos depois da inauguração da igreja, por causa da grande procura dos visitantes.

E uma das curiosidades do local é que existem duas imagens de Nossa Senhora e uma delas é única no país, segundo a igreja. Nessa imagem, a ‘pele’ da santa é branca.

A imagem chegou ao Brasil em 1858 e ficava em uma capela. O fabricante português não recebeu todas as informações com as características da santa e por isso veio diferente da que foi encontrada no Rio Paraíba, em 1716, como explica o padre Max da Silva Otaviano.

“Essa imagem foi pedida a Portugal pelos fazendeiros que colaboraram com esse pedido. E ela veio, mas esqueceram de descrever alguns detalhes. E sem esses detalhes, ela acabou vindo diferente, com a pele branca. Como a igreja já estava construída, de comum acordo, decidiram colocar a imagem branca da Nossa Senhora Aparecida, que aqui recebeu o nome de Nossa Senhora Aparecida de São Manuel”, diz o padre Max.

Imagem recebeu o nome de Nossa Senhora de São Manuel (Fotos: Reprodução / TV TEM)

Além da imagem única da Santa vinda de Portugal, há também uma réplica em madeira da Nossa Senhora de 1944 doada pelo Santuário Nacional. A igreja do distrito, que tem pouco mais de 7 mil habitantes, é pequena e tem capacidade para 200 pessoas, mas em datas especiais como 12 de outubro, cerca de 12 mil pessoas passam pelo Santuário, que é refúgio dos devotos da Padroeira do Brasil.

A aposentada Isabel Helena Madóglio Zanatelli nasceu no distrito e por oito anos organizou a romaria em devoção à Santa. “Eu e minha amiga tivemos uma ideia de ir a pé até Rubião Júnior. E começamos. Fizemos em um ano e depois foram mais sete anos. A pé saíamos quatro horas e chegávamos por volta das 9h30. Assistia a missa e depois voltava com o caminhão do primo”, lembra.

Todo esforço incentivado pela fé. “Eu tenho um filho. Em 1997 ele sofreu um acidente gravíssimo. Entrou em coma, ficou entre a vida e a morte. Aí os médicos de Rubião Júnior disseram assim: ‘mãe se teu filho viver será um milagre de Deus’. E eu, como devota de Nossa Senhora Aparecida, sempre pedindo e rezando, ele ficou quatro dias e quatro noites em coma e eu rezando e pedindo, com a graça de Deus e Nossa Senhora ele está aqui. Graças a Deus sem nenhuma sequela. Está ótimo.”

Padre Max da Silva Otaviano (Foto: Reprodução/TV TEM)

Retrato dos moradores

Outra curiosidade do santuário é o teto do altar. Um artista italiano fez o desenho dos anjos em 1992 e cada um deles carrega o rosto de um morador do distrito de Aparecida.

A dona de casa Nazaré Gallo é um deles. Na época, ela tinha 6 anos de idade. “Eu lembro que foram convocadas várias crianças para vir. Para serem pintadas. Todos que moram na cidade. Eu lembro que nós viemos cedo e tive que ficar o dia inteiro sendo pintada e segurando duas flores para pessoa. Nós subimos em um andaime e o moço pintou a gente lá”, conta.

Todos os anos fiéis demonstram devoção à Santa. Até a moto romaria já virou tradição. Há 16 anos o encontro reúne motociclistas da região com culto e unção com água benta. E neste dia 12, o Santuário de Aparecida de São Manuel recebeu quatro romarias, três de pessoas que vem caminhando e uma a cavalo, para a missa dos romeiros.

Moradores foram retratados como anjos no teto da Igreja no distrito de Aparecida (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes