Caminhoneiro suspeito de causar engavetamento e mortes na rodovia Castello Branco dirigia com CNH cassada

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O caminhoneiro de 38 anos suspeito de causar um engavetamento com outros sete veículos e deixou um casal de idosos morto, na rodovia Castello Branco (SP-280), estava dirigindo com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cassada, segundo a Polícia Militar Rodoviária.

O acidente ocorreu na manhã de sábado (10) no quilômetro 115, em Boituva (SP), e deixou a pista sentido capital-interior quase cinco horas interditada. O congestionamento chegou a 15 quilômetros.

Segundo a polícia, o motorista disse que não conseguiu frear a tempo em um trecho que havia obras de recapeamento e colidiu contra três motos, três carros e uma carreta, que seguiam sentido interior.

Adelaide Grandim, 73 anos, e Benedito José Santos, 74 anos, que estavam em um dos carros atingidos, morreram no local. Outras cinco pessoas ficaram feridas.

O motorista do caminhão não se feriu e os policiais rodoviários constataram que ele estava com a CNH cassada. Por isso, foi multado.

A Polícia Civil também informou que o motorista vai responder por homicídio culposo, lesão corporal e por dirigir com a Carteira de Habilitação cassada.

Ainda segundo a polícia, o tacógrafo do caminhão foi apreendido e as causas serão investigadas.

‘Passariam o final de semana em casa’

O genro das vítimas que morreram no acidente afirmou, em entrevista, que os idosos estavam indo para a casa dele passar o fim de semana em família.

“Eu estava esperando em casa e acontece uma fatalidade dessa. Um final de semana em família. Infelizmente aconteceu isso”, afirmou Humberto Mendonça Maia.

Caminhoneiro causou engavetamento na rodovia Castello Branco, em Boituva (Fotos: Jaime Rafael/TV TEM)

Engavetamento

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, o acidente deixou o trecho cinco horas interditado e houve congestionamento de 15quilômetros.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, motoristas afirmaram que reduziram a velocidade em um trecho que estava sendo recapeado.

Porém, o motorista de um caminhão que carregava frangos não teria conseguido frear a tempo e teria causado um engavetamento com outros veículos, sendo três motos e três carros.

Devido ao impacto, Adelaide e Benedito, que estava em um dos carros atingidos, morreram no local.

A filha deles, Elizabete Aparecida dos Santos Zorzetti, também estava no carro e foi socorrida para o Hospital Regional de Sorocaba (SP). Segundo a polícia, o casal era morador de São Paulo.

Outras quatro pessoas também foram socorridas por Unidades de Resgate e levadas para hospitais da região.

Entre as vítimas estão três motociclistas, de 55, 59 e 69 anos, que estavam em motos com placas de Votorantim (SP). Segundo a polícia, dois deles foram socorridos com ferimentos graves.

Além deles, a passageira de um dos carros atingidos, com placas de Sorocaba (SP), foi socorrida para o Hospital Regional de Sorocaba com ferimentos graves. No veículo estavam outras quatro pessoas, entre elas uma criança, que não se feriram.

Henrique Carvalho Nascimento era o motorista da carreta que também foi atingida no acidente. Ele afirma que tudo foi rápido.

“Só escutei a freada. Foi muito rápido. Pegou de surpresa. A gente estava com os cavalos dentro. Foi assustador”, diz.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes