Inteligência artificial encontra sistema solar com 8 planetas

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Um sistema solar com tantos planetas quanto o nosso foi descoberto com a ajuda do telescópio espacial Kepler, da Nasa, e de inteligência artificial, informou a agência espacial americana nesta quinta-feira (14).

“Nosso sistema solar agora está junto a um maior número de planetas que também orbitam uma única estrela”, disse a Nasa em comunicado.

Ainda assim, nenhum desses planetas parece ser habitável.

No sistema solar de oito planetas – o maior além do nosso já encontrado – orbita uma estrela chamada Kepler 90, a cerca de 2.545 anos-luz de distância.

“O sistema estrelar Kepler-90 é como uma versão menor do nosso sistema solar”, disse Andrew Vanderburg, um astrônomo da Universidade do Texas, no estado americano de Austin.

“Nele há planetas pequenos dentro e planetas maiores fora, porém todos se movem juntos, bem próximos”.

O novo planeta identificado, Kepler-90i, é um planeta rochoso como a Terra, mas realiza em torno de sua estrela um ciclo orbital completo a cada 14,4 dias. Isso significa que, para esse novo sistema descoberto, um ano equivale a duas semanas no Planeta Terra.

“Aproximadamente 30% maior do que a Terra, o Kepler-90i se encontra tão próximo à sua estrela que a temperatura média em sua superfície é estimada em 400 graus Celsius, similar à registrada em Mercúrio”.

Inteligência Artificial

Cientistas descobriram esse sistema usando um mecanismo de ensino desenvolvido pela gigante tecnológica Google, que programa um computador de forma a escanear uma valiosa coleção de 35.000 possíveis sinais planetários coletados pelo telescópio espacial Kepler, da Nasa, que buscam sinais de trânsitos planetários.

“Trânsitos” são caracterizados pela diminuição de luz existente quando um planeta passa em frente a uma estrela.

Utilizando os dados coletados por meio do Kepler, que captura os trânsitos, astrônomos já confirmaram a existência de 2.500 planetas distantes.

“Mecanismos inteligentes são realmente úteis em situações nas quais há muitos dados a ponto de os humanos não conseguirem encontrar algo por conta própria”, disse Christopher Shallue, um engenheiro de software sênior no grupo de pesquisa pertencente a Google, que pensou em fazer uso da inteligência artificial para encontrar planetas distantes.

Espera-se que mais planetas distantes sejam encontrados. Pesquisadores tem como objetivo usar o sistema desenvolvido por eles para analisar as mais de 150.000 estrelas registradas pelo telescópio Kepler.

Algum dia pode até mesmo ser usado para buscar outros planetas habitáveis como o Planeta Terra.

Os resultados foram divulgados no periódico científico The Astronomical Journal.

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes