Ida de embaixada dos EUA para Jerusalém enfureceria muçulmanos, adverte rei saudita

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Uma transferência da embaixada dos Estados Unidos para Jerusalém poderia desatar “a ira dos muçulmanos em todo o mundo”, advertiu nesta terça-feira (5) o rei Salman da Arábia Saudita, principal aliado árabe dos Estados Unidos.

& #8220;É uma iniciativa perigosa”, disse o rei saudita ao presidente americano, Donald Trump, durante conversa por telefone, noticiou a emissora de TV estatal Al Ekhbariya.

Trump esteve na Arábia Saudita em maio passado, no âmbito de sua primeira viagem internacional, após chegar ao governo, e foi recebido com pompa no reino, forte aliado militar e econômico dos Estados Unidos na região.

O estatuto de Jerusalém é um dos temas mais sensíveis do conflito entre palestinos e israelenses. A comunidade internacional não reconhece Jerusalém como capital de Israel, nem a anexação de seu setor oriental, embora alguns países tenham transferido sua embaixada.

Em 1995, o Congresso americano adotou uma norma, segundo a qual devia transferir sua delegação diplomática a Jerusalém. No entanto, uma cláusula permite aos presidentes adiar a mudança por seis meses, uma medida que foi utilizada por Bill Clinton, George W. Bush e Barack Obama.

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes