Você prefere um cachorro a um ser humano? Ciência comprova essa escolha

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Você já ouviu aquela frase “quanto mais conheço os humanos mais eu gosto dos cachorros”? Ela usualmente é dita em tom de piada, mas a Ciência acaba de comprovar que pode ser perfeitamente aplicada à realidade. E, antes dizer “eu já sabia”, entenda como se chegou à essa conclusão.

 

O estudo, publicado na revista Society & Animals e divulgado pelo Business Insider, revelou que as pessoas são capazes de ter mais empatia com os cães do que com outros humanos. Para isso, selecionou 240 estudantes, que receberam recortes falsos de jornal com matérias sobre ataques a pessoas e a cachorros.

Segundo a reportagem, a vítima (ora um bebê de um ano de idade ou um adulto de 30 anos, ora um cachorrinho ou um cachorro maior, de seis anos) teria sido atacada “com um bastão de baseball por um assaltante desconhecido”, e ficado inconsciente “com uma perna quebrada” e “lacerações múltiplas”. Com perguntas que mediam seus níveis de empatia, os pesquisadores queriam saber como os participantes do estudo se sentiam vendo aquilo.

O primeiro aspecto considerado na análise foi o grau de vulnerabilidade, que gerou mais preocupação e angústia por conta da idade das vítimas, não pelas espécies. O cachorrinho, o cão de seis anos e o bebê humano dividiram um maior grau de empatia entre as pessoas, enquanto o adulto ficou em último lugar nesse quesito.

Partindo do princípio de que a maioria dos donos vê seu bichinhos de estimação como filhos, a pesquisa mostra que eles são tido como “bebês peludinhos”, ou seja, membros da família mesmo, e por isso há níveis tão próximos de afeto entre humanos e cachorros.

Fonte: Daquidali

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes