Anticoncepcional aumenta risco de depressão e causa está no sistema imune

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Além de ganho de peso, aparecimento de espinhas, dores de cabeça e alterações de humor e no ciclo menstrual, o uso de pílula anticoncepcional pode provocar um outro efeito colateral mais grave, mas que pouca gente relaciona ao medicamento: o aumento nos riscos de desenvolvimento de depressão.

Pílula anticoncepcional pode dar depressão

Um estudo realizado pela Universidade de Copenhague analisou dados de mais de 1 milhão de mulheres de 15 a 35 anos entre 2000 e 2013 e descobriu que aquelas que tomavam anticoncepcionais, tanto em forma de pílulas quanto outros métodos contraceptivos hormonais, como anéis vaginais, DIU e adesivos cutâneos, têm mais chances de ter depressão.

A pesquisa não avaliou os motivos pelos quais a pílula poderia provocar depressão, mas um outro trabalho científico, da Universidade de Tulsa, EUA, indica que a causa do problema estaria em um desequilíbrio do sistema imune.

De acordo com o estudo, mulheres que usavam pílula anticoncepcional, mesmo fora de um quadro de depressão diagnosticada, apresentavam uma queda maior na concentração esperada de KYN, um ácido produzido pelo cérebro quando acionado pelo sistema imune diante de uma possível ameaça.

O mesmo tipo de desequilíbrio é uma tendência entre pacientes que sofrem de depressão, fato que levou os pesquisadores a acreditarem na relação como causa de maior probabilidade do transtorno entre mulheres que tomam o medicamento contraceptivo.

Apesar da descoberta e da ligação aparente, mais estudos são necessários para que seja possível concluir que o sistema imune afetado pelo uso constante da pílula anticoncepcional seja a raiz da depressão.

Fonte: Vix

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes