Vettel descarta aposentadoria e questiona retorno de Kubica à F1

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Vice-campeão da Fórmula 1 nesta temporada, Sebastian Vettel não seguiu o mesmo caminho de Lewis Hamilton no quesito aposentadoria. Após o britânico dizer que “existem outras coisas” que ele gostaria de fazer além das pistas, o alemão garantiu que não pensa no adeus à categoria.

“Não há uma resposta correta. Acho que talvez no momento em que eu já não me divirta mais… Isso porque há muitos pilotos que ainda estarão se divertindo e em busca de lugar na Fórmula 1”, afirmou em entrevista ao jornal espanhol As.

O tetracampeão também comentou sobre o retorno de Robert Kubica à principal categoria do automobilismo. Vettel entende que será “uma grande história”, mas questiona a razão pela qual o polonês decidiu voltar ao grid apenas agora. Em 2011, durante a fase de pré-temporada, Kubica sofreu um gravíssimo acidente enquanto disputava uma prova de rali na Itália, o que afastou o piloto das pistas, quase que em definitivo. Depois de pouco mais de seis anos e após retomar as atividades em competições de rali e corridas de longa duração, o polonês intensificou a preparação, fez testes com a Renault neste ano e vem tendo seu nome especulado na Williams.

“Acho que foi muito trágico o que aconteceu. Ele estava sendo considerado um futuro campeão. No entanto, não entendo  por que ele está buscando um retorno só agora. Por que não o fez antes? Seria uma grande história para ele, mas uma pena para os pilotos mais jovens que também estão atrás dessa vaga”, questionou.

O piloto da Ferrari disse ainda que se incomoda quando lhe perguntam o porquê ele não venceu o campeonato neste ano: “‘Por que não ganhei o título?’, ‘Por que não voltei a ser campeão mundial?’ Isso implica que você poderia ter feito isso. Se perguntam a mesma coisa várias vezes, pode ser irritante”.

Por fim, Vettel ainda comentou sobre o Halo, dispositivo de segurança que será adotado pela F1 e disse entender o motivo de introdução da peça. “Se pode salvar uma vida com isso, então é necessário. Se pode evitar uma lesão, então é justificado. Não é muito estético, mas vamos nos acostumar”, finalizou.

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes