Sem provar acusação, Presidente do Santos é punido com 120 dias de suspensão pelo STJD

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, foi condenado a uma pena de 120 dias de suspensão e multa de R$ 100 mil de multa pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira.

O mandatário da equipe santista pegou o gancho após denunciado por atitude antidesportiva. Ele foi enquadrado por conta de denúncias de interferência externa no jogo contra o Flamengo, quando acusou o repórter Eric Faria, da TV Globo, de avisar ao árbitro Leandro Vuaden que um pênalti marcado não tinha acontecido.

Após o embate com o Rubro-Negro, a diretoria santista enviou um ofício à CBF pedindo a anulação da partida por conta da interferência externa.

Porém, segundo Vanderson Maçullo, auditor do caso, Modesto apresentou apenas fotos e vídeos feitos pelo torcedor Airton da Silva no camarote 13 da Vila Belmiro. As imagens não provam que houve interferência do jornalista na decisão da arbitragem.

Durante a suspensão de 120 dias, Modesto não pode realizar qualquer ato como presidente da entidade. E não pode também comparecer a áreas específicas para membros do clube, como vestiários e camarotes. Para ir no jogo do Santos, só como torcedor comum pagando ingresso.

Após a decisão ser anunciada, o Santos informou que ‘não concorda com punição imposta pela 3ª Câmara Disciplinar ao seu presidente, Modesto Roma Jr, por isso recorrerá ao Pleno do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes