Santos perde da Chapecoense e dá adeus ao título do Brasileirão

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Santos está oficialmente fora da briga pelo título do Campeonato Brasileiro. E pelo jogo que fez contra a Chapecoense, nesta segunda-feira, na Arena Condá, o fim do sonho pela taça foi mais do que merecido. Desorganizado e nulo no ataque, o Peixe viu o Verdão do Oeste vencer por 2 a 0 com muita facilidade, em duelo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o revés, o alvinegro caiu para a quarta colocação, com 56 pontos, atrás de Grêmio e Palmeiras. E como o líder Corinthians chegou aos 68, os santistas podem até igualar a pontuação, já que faltam quatro jogos para o término do Brasileirão. Mesmo assim, a equipe comandada por Elano perderia para o Timão no número de vitórias.

A Chape, por sua vez, subiu para a 13ª posição, com 44, e ficou bem próxima de fugir completamente da luta contra o rebaixamento.

Na próxima quinta-feira, às 21h (de Brasília), o Santos visita o Bahia na Fonte Nova, pela 35ª rodada do torneio nacional. No mesmo dia, mas às 20h, o Verdão do Oeste recebe o Vitória na Arena Condá.

Jogo morno e Chape na frente

Ainda com sol às 20h, o jogo começou bem morno em Chapecó, com as duas equipes se estudando bastante. Porém, os donos da casa foram fatais quando decidiram atacar o Santos. Aos 7 minutos, Luiz Antonio lançou Arthur Caike em velocidade por trás da zaga. Mas antes do atacante chegar, Vanderlei saiu para afastar o perigo.

A Chape repetiu a jogada aos 11. Desta vez, porém, Luiz Antonio lançou Arthur Caike pelo alto e Lucas Veríssimo colocou a mão na bola dentro da área. Pênalti! Na cobrança, Wellington Paulista deslocou Vanderlei e abriu o placar na Arena Condá.

Apesar da desvantagem, o Santos seguiu sofrendo para sair jogando e viu a Chape dominar a posse de bola. Aos 25, o Verdão mandou bola na área e ela sobrou para Canteros, que deixou Arthur Caike livre dentro da área. O atacante, porém, bateu fraco e Vanderlei encaixou.

O Peixe, por sua vez, chegou pela primeira vez apenas aos 26, quando Arthur Gomes arriscou de longe e assustou o goleiro Jandrei.

Mesmo assim, a partida seguiu morna. A Chape, satisfeita com a vitória mínima, pouco se arriscava. Já o Santos não demonstrava nenhuma capacidade para alcançar o empate. E em ritmo de treino, a etapa inicial terminou com o Verdão do Oeste vencendo por 1 a 0.

Santos não melhora e vê Chape aumentar

O segundo tempo começou do mesmo jeito que acabou o primeiro: com um Santos preguiçoso e a Chape assustando mais. A única diferença é que desta vez, a equipe comandada por Elano pelo menos tinha a posse de bola. O problema é que o Peixe não sabia como avançar e ainda viu o Verdão do Oeste crescer com a possibilidade dos contra-ataques.

E em um deles, aos 11, Arthur Caike recebeu pelo lado direito, avançou e chutou cruzado. A bola passou pertinho da trave de Vanderlei.

Desorganizado em campo, o Santos seguiu sem oferecer perigo ao goleiro Jandrei e ainda viu a Chape ampliar. Aos 21, Wellington Paulista avançou pela direita e cruzou para Arthur Caike, que apareceu livre dentro da área e só deu um toquinho para bater Vanderlei e fazer 2 a 0.

Na reta final da partida, os santistas até ameaçaram uma pressão, com direito a bola na trave de Ricardo Oliveira e chance inacreditável perdida por Lucas Veríssimo. Porém, nada que alterasse o placar, decretando a derrota e o fim do sonho santista no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA – CHAPECOENSE 2 X 0 SANTOS

Local:  Arena Condá, em Chapecó (SC)

Data: 13 de novembro de 2017, segunda-feira

Horário: 20 horas (Brasília)

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)

Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

Público: 11.301

Renda:  R$ 272.030,00

Cartões amarelos: SANTOS: Lucas Veríssimo, Luiz Felipe, Serginho.

GOLS:

CHAPECOENSE: Wellington Paulista, aos 13 do 1T; Arthur Caike, aos 21 do 2T;

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas, Fabricio Bruno e Reinaldo; Amaral, Moisés Ribeiro, Luiz Antônio (João Pedro) e Canteros (Nenén); Arthur Caike e Wellington Paulista (Túlio de Melo).

Técnico: Gilson Kleina

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Victor Ferraz; Alison, Renato e Matheus Jesus (Serginho); Lucas Lima (Jean Mota), Arthur Gomes e Ricardo Oliveira.

Técnico: Elano

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes