Na volta à Arena, Corinthians perde para o São Bento

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Corinthians fez, talvez, sua pior atuação na temporada na noite desta quarta-feira, na volta da equipe ao estádio de Itaquera. Diante de um São Bento não tão inspirado, mas efetivo quando criou suas chances, o Alvinegro sofreu um gol em jogada de escanteio ainda no primeiro tempo, não conseguiu levar muito perigo ao gol de Rodrigo Viana e foi superado por 1 a 0 pela equipe de Sorocaba.

Com o resultado, o Timão estaciona nos 12 pontos conquistados no Estadual, perdendo sua segunda partida consecutiva no Campeonato Paulista. A liderança do Grupo A, no entanto, segue intacta para a equipe. Do outro lado, com os mesmos 12 pontos, o Bentão é o vice-líder do B, atrás apenas do Palmeiras.

Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente a equipe do Red Bull, na segunda-feira, dia 19, em duelo marcado para as 20h (de Brasília), no Moisés Lucarelli, em Campinas. Um dia antes, no domingo, os sorocabanos recebem o Botafogo-SP no estádio Walter Ribeiro, às 19h30 (de Brasília).

Corinthians erra muito e São Bento aproveita

O Corinthians que entrou em campo em Itaquera não parecia nem aquele time que perdeu para o Santo André, na sexta-feira. Com dificuldades para acertar passes no campo ofensivo, o Timão não foi capaz de deixar os seus finalizadores em boa condição para fazer o gol em nenhum momento, mesmo com as atuações em bom nível de Rodriguinho e Marquinhos Gabriel, comandando o setor ofensivo.

O primeiro lance de perigo veio em linda enfiada de bola do armador para Júnior Dutra, que invadiu a área nas costas de Régis Souza e cruzou rasteiro para Romero, mas o paraguaio não conseguiu alcançar. Pouco depois, Marquinhos Gabriel encarou a marcação de Marcelo Cordeiro, cortou para o pé esquerdo e bateu cruzado, mandando a bola rente à trave direita do goleiro Rodrigo Viana.

Quando o jogo parecia entrar em modo de espera, sem grandes ações de ataque das equipes, o Timão tomou um golpe forte. Lucas Crispim cobrou escanteio pelo lado esquerdo na primeira trave, João Paulo passou com facilidade pelo bloqueio de Rodriguinho e conseguiu testar livre, sem chances de defesa para Cássio. Foi o primeiro gol sofrido pela equipe em bolas paradas nos jogos oficiais deste ano, problema recorrente na reta final de 2017.

O gol fez com que o Timão voltasse à carga com mais força, aproveitando os espaços deixados pelo time do interior. Os lances, porém, sempre terminaram com os pontas procurando chutes da entrada da área e sendo travados pela marcação adversária. No melhor deles, com Jadson, a bola desviou na marcação de Luizão e quase enganou o goleiro Rodrigo Viana, mas acabou indo para fora.

Corinthians “abafa”, mas não marca

Carille optou por voltar ao segundo tempo com a mesma formação do primeiro, apostando nos treinos realizados durante o Carnaval. A falta de precisão dos seus jogadores, no entanto, impediu qualquer evolução natural da formação, mais uma vez esbarrando em muitos erros de passe. Para melhorar esse quesito, o treinador promoveu a entrada de Camacho na vaga de Jadson, em sua pior jornada no ano.

Mais organizado, o Timão passou a rodar a bola lado a lado e contou com a entrada de Clayson para ser mais incisivo pelo lado esquerdo. O tempo, porém, seguia passando e nada de um grande lance de perigo dos donos da casa. Foi aí que a torcida explodiu ao ver Danilo ser chamado para entrar em campo, fazendo sua estreia na temporada. Com a missão de dar mais presença de área ao time, ele substituiu Gabriel.

O lance perigoso, no entanto, saiu justamente para o lado dos visitantes, que adotaram postura mais defensiva e diminuíram os espaços. Em bola roubada pelo lado direito, Régis Souza invadiu a área, deixou Clayson na saudade e cruzou rasteiro para Léo Itaperuna. Sem goleiro, o meia finalizou para fora e manteve o Alvinegro com chances na partida, apostando sempre na base do “abafa”.

Depois de muito esperar, elas vieram. A primeira com Romero, aos 41 minutos, aproveitando cruzamento de Rodriguinho e cabeceando forte para defesa de Viana. Depois, aos 45, Balbuena aproveitou falta cobrada na área, desviou com o pé direito e também parou no goleiro, que evitou o empate e provocou uma festa digna de título para os sorocabanos, que se ajoelharam e se abraçaram no renovado gramado de Itaquera.

FICHA TÉCNICA – CORINTHIANS 0 X 1 SÃO BENTO

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)

Data: 14 de fevereiro de 2018, quarta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Assistentes:  Alex Ang Ribeiro (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)

Público: 14.493 pagantes

Renda: R$ 603.122,90

Cartões amarelos: Júnior Dutra e Camacho (Corinthians); Maicon Souza, Henal, Marcelo Cordeiro, Lucas Farias e Fábio Bahia (São Bento)

Gol:

SÂO BENTO: João Paulo, aos 24 minutos do primeiro tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel (Danilo), Marquinhos Gabriel (Clayson), Rodriguinho, Jadson (Camacho) e Romero; Júnior Dutra

Técnico: Fábio Carille

SÃO BENTO: Rodrigo Viana; Régis Souza, João Paulo (Rogério), Luizão e Marcelo Cordeiro; Fábio Bahia, Maicon Souza, Diego Felipe, Celsinho (Léo Itaperuna) e Lucas Crispim; Anderson Cavalo (Lucas Farias)

Técnico: Paulo Roberto Santos

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes