Mbappé iguala feito de Pelé e mais dois depois de vencer Copa na Rússia

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Aos 19 anos, Kylian Mbappé entrou para o seleto grupo de campeões mundiais que conquistaram o feito antes de completarem duas décadas de vida. Titular absoluto da seleção francesa, o atacante do Paris Saint-Germain fez uma campanha histórica na Rússia ao lado de seus companheiros e, depois de derrotar a Croácia na final da Copa do Mundo por 4 a 2, no Estádio Luzhniki, em Moscou, igualou um trio de peso composto pelo uruguaio Rubén Morán, o italiano Giuseppe Bergomi e, claro, Pelé.

Embora haja outros atletas que se sagraram campeões mundiais antes dos 20 anos, apenas os três jogadores citados acima ergueram a taça atuando como titulares nas respectivas finais que disputaram. A poucos dias de completar sua segunda década de vida, Rubén Morán esteve em campo na vitória da seleção uruguaia sobre o Brasil, em 1950, em pleno Maracanã.

Giuseppe Bergomi, com apenas 18 anos, parou Rummenigge em 1982, quando a Itália bateu a Alemanha Ocidental por 3 a 1. O jogador, que passou sua carreira toda na Inter de Milão, substituiu Fulvio Collovati contra a saudosa Seleção Brasileira de Telê Santana após seu companheiro se machucar e sua atuação convincente contra o time canarinho acabou o credenciando a jogar a decisão contra os alemães.

Já Pelé, aos 17 anos, anotou dois dos cinco gols do Brasil na goleada sobre a Suécia, em 1958. No total, o então jovem jogador do Santos se despediu daquele Mundial com nada mais, nada menos que seis gols. Além de estufar as redes na final contra os donos da casa, Edson Arantes do Nascimento também marcou o gol do triunfo da Seleção sobre o País de Gales por 1 a 0 e mais três tentos contra a França, que saiu de campo derrotada na semifinal por 5 a 2.

Agora, foi a vez de Kylian Mbappé, nascido em Bondy, subúrbio de Paris, mostrar ao mundo que o que todos suspeitam estar acontecendo na Rússia era verdade: o surgimento de um novo fenômeno do futebol. Nesta Copa do Mundo, o jogador filho de mãe argelina e pai camaronês balançou as redes quatros vezes, incluindo o gol na final, em sete partidas disputadas. Além de marcar o gol da vitória francesa sobre o Peru por 1 a 0, o atacante do PSG também somou mais dois tentos e um pênalti sofrido contra a Argentina, que foi eliminada nas oitavas de final, em Kazan, ao perder por 4 a 3 e, neste domingo, marcou o quarto gol da vitória francesa na grande final.

Vestindo a lendária camisa 10 da seleção francesa, que um dia foi de Zinedine Zidane e Michel Platini, Mbappé parece não sentir o peso da grande responsabilidade que se apresentou sobre seus ombros, tanto é que ajudou de maneira  natural a conduzir seu país até a grande decisão da Copa do Mundo e vencê-la. O jovem de apenas 19 anos confirmou sua ascensão meteórica com a conquista da tão sonhada taça e se juntou a grandes lendas do jogo.

 

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes