Novo golpe do WhatsApp usa Copa do Mundo e nome da Coca-Cola

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Copa do Mundo é a isca para um novo golpe disseminado pelo WhatsApp. Ao oferecer um suposto prêmio da Coca-Cola, uma falsa mensagem para ser compartilhada por amigos induz os usuários do aplicativo a acessarem um link perigoso, com a promessa de ganharem um PlayStation 4.

O texto falso traz os seguintes dizeres: “Coca-cola está dando prêmios gratuitamente em comemoração à Copa do Mundo. Acabei de ganhar um PS4 no prêmio instantâneo. Garanta o seu antes que o estoque acabe”. No fim, um link conduz o internauta a um site que faz com que aplicativos sejam baixados em seu smartphone. Além disso, o usuário acaba inscrevendo seu número de celular em serviços de SMS pagos.

Essa modalidade de ataque virtual é chamada de phishing. A exemplo do que acontece numa pescaria, criminosos virtuais enviam um texto a internautas indicando que eles ganharão um prêmio ou uma quantia em dinheiro. Para isso, eles precisam acessar um link malicioso. Há também casos de phishing em que sites falsos pedem dados de visitantes.

Outros golpes envolvendo o Mundial

Em março deste ano, começou a circular também pelo WhatsApp uma falsa mensagem prometendo o álbum da Copa do Mundo, além de cem figurinhas grátis. A mensagem trazia um link para um questionário a ser preenchido, por meio do qual a vítima acabava informando seus dados pessoais. A URL levava a uma página de cadastro falsa e, com isso, o usuário abria informações para os criminosos.

A pessoa ainda era estimulada a compartilhar a mensagem recebida para que os brindes fossem liberados.

 

Uma das falsas mensagens prometia o álbum da Copa do Mundo, além de cem figurinhas grátis (Foto: Reprodução)

Em maio, cibercriminosos também usaram o aplicativo de mensagens para espalhar um golpe que prometia camisetas oficiais da seleção brasileira, da Nike. O texto tinha um link sem qualquer ligação com o site oficial da marca.

Na prática, a página induzia o internauta a responder a algumas perguntas. Ao final, a mensagem pedia que ele compartilhasse a falsa promoção com outros usuários do WhatsApp. Mas a camisa nunca era entregue.

Neste caso específico, havia dois tipos de mensagens. A primeira dizia: “Patrocinadores da Seleção Brasileira comemoram 22 anos de apoio ao time e está dando grátis camisetas oficiais da Copa do Mundo por tempo limitado. Acabei de ganhar a minha”. A outra informava: “Nike comemora 22 anos vestindo a Seleção Brasileira e está dando grátis camisetas oficiais da Copa do Mundo por tempo limitado. Acabei de ganhar a minha”.

 

O golpe da camisa da seleção pedia que o internauta respondesse a algumas perguntas (Foto: Reprodução)

Como funcionam as fraudes

Em geral, esses golpes são usados para cadastrar os números dos celulares em serviços de SMS pagos. Além disso, os usuários podem ser levados a baixar aplicativos que começam a roubar suas informações pessoais, como dados e senhas bancárias.

Quando há um questionário a responder, as vítimas costumam ser redirecionadas a páginas suspeitas, que podem também coletar dados. Os usuários também podem ser levados a um site com diversas propagandas. É com a exibição de anúncios que os cibercriminosos garantem a monetização do golpe.

Como se proteger

Desconfie sempre de alguma mensagem que prometa prêmios ou quantias em dinheiro. Confira o site oficial da empresa citada no texto para saber se realmente há alguma promoção em andamento.

Tenha sempre um antivírus instalado em seu aparelho.

Preste muita atenção ao texto. É comum mensagens falsas conterem erros de Português e problemas de acentuação e/ou pontuação.

 

Fonte: Extra

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes