Botucatuense vence prêmio de “melhores gerentes do mundo”

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O “1º Fórum Acreditamos nos Jovens”, no auditório do MUBE, em São Paulo, revelou que os jovens brasileiros são otimistas e confiam em sua capacidade e em seus talentos, mas buscam maior confiança da sociedade.

Este é o resultado da pesquisa “Acreditamos nos jovens”, divulgada hoje (4/12), durante o Fórum. Foram 1,8 mil jovens ouvidos em cinco países: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru. Enquanto oito, em cada dez jovens, confiam em seus próprios talentos e habilidades, apenas um terço considera que a sociedade acredita nas capacidades e talentos de sua geração.   “Os jovens brasileiros esperam que a sociedade confie mais neles neste momento, e não, em um futuro distante.

Eles querem se sentir inseridos e saber que pertencem a algo maior”, disse Ilton Teitelbaum, professor-adjunto da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e coordenador do estudo. “Confiar, para esse jovem, envolve uma via de duas mãos: exige-se alguma coisa, mas, também, se entrega alguma coisa. Ele entrega desempenho, mas quer acreditar na causa que está por trás disso”, analisou.

Conforme Lyana Latorre, Diretora Sênior de Engajamento e Responsabilidade Social Corporativa da Arcos Dorados, operadora do McDonald’s na América Latina, cerca 21 milhões de jovens estão desempregados na América Latina e o índice de desemprego entre jovens é, em média, três vezes maior do que o verificado entre adultos.

A educação está fora do alcance de 69% deles e, México e Colômbia, são os países que apresentam os piores índices. O McDonald´s é o principal gerador do primeiro emprego do Brasil. Hoje, mais de 90% do quadro de funcionários, o equivalente a 40 mil pessoas, tem faixa etária entre 16 e 25 anos. Metade está em sua primeira experiência profissional. “A disputa de cargo de treinador é de 61 candidatos por vaga”, revelou hoje Marcelo Nóbrega, Diretor de Recursos Humanos na Divisão Brasil da Arcos Dorados. “O profissional precisa ser muito bom, muito competente e muito dedicado, porque a concorrência equivale ao Vestibular da Fuvest”, complementou.

Restaurante de Botucatu é exemplo de oportunidade para jovens em primeiro emprego

Franqueado da rede na cidade, Paulo Nogueira, conta com diversas histórias de sucesso em seus restaurantes de jovens que tiveram a primeira oportunidade de emprego em restaurantes de suas unidades. “Tenho um grande orgulho de acompanhar o desenvolvimento e o crescimento de pessoas que chegam aqui jovens sonhadoras e se tornam trabalhadores com responsabilidade e valores”, conta Paulo.

O Gerente de Restaurante, Valdir Pereira Junior, começou a trabalhar como seu primeiro emprego no McDonald’s aos 16 anos, em 2009. No ano seguinte, teve duas promoções sequenciais, a primeira para Instrutor e depois para Gerente de Área.

Neste mesmo ano, conheceu Flávia, também Instrutora do restaurante. “Namoramos durante cerca de um ano. Logo após minha promoção para Gerente de Plantão, nos casamos. Neste ano, Flávia também foi promovida a Gerente de Área” , conta Valdir, que com o emprego no McDonald’s conquistou seu apartamento, comprou carro e moto, além de conhecer sua esposa, com quem tem um filho de dois anos, o Gabriel.

Valdir acaba de receber o Prêmio Ray Kroc, que reconhece os melhores gerentes do mundo.  Outro grande exemplo é o Gerente de Restaurante da unidade do Botucatu Shopping, que começou a trabalhar no McDonald’s em 2007.

Com a oportunidade do primeiro emprego com carteira assinada, Douglas Henrique Marchis passou por todos os cargos no restaurante e com seu salário fez faculdade e também pode comprar seu primeiro carro zero.

“Em 2014, dois anos após me formar em administração, fiz minha primeira viagem, para Orlando, nos Estados Unidos. Não parei mais. De lá para cá, já pude conhecer Bariloche, na Argentina, Cancun, no México, e já estou programando minha viagem de 2017 para a Europa”, conta o jovem.

Fonte: Assessoria

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes