Botucatu: Vigilância Ambiental fez mais de 130 mil visitas em casas da Cidade em 2017

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Vigilância Ambiental em Saúde realizou o balanço dos atendimentos de 2017. Foram milhares de visitas e solicitações de atendimento feitas pela população relacionadas ao controle do Aedes aegypti, captura e resgate de animais peçonhentos e silvestres, captura de morcegos, atendimento as doenças e agravos de notificação compulsória (dengue, leishmaniose, acidente causado por animais peçonhentos, entre outros), atendimento das solicitações de manejo ambiental por meio do Balcão da Cidadania, dentre outros.

Nas ações de controle do Aedes, mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela urbana, foram realizadas 136.380 visitas.

“É importante que a população receba os agentes de combate as endemias em seus domicílios, pois são profissionais capacitados para identificar os criadouros de mosquitos, orientar formas de evita-los, além de levantar outros possíveis agravos à saúde pública”, cita Valdinei Campanucci, Supervisor de Serviços da Saúde Ambiental e Animal.

Confira abaixo um resumo com as principais demandas de 2017 e saiba como solicitar diversos tipos de serviço:

1) Retirada de enxame de vespas (750 solicitações) – As solicitações são realizadas através do 3813-5055 ou através do plantão acionado aos finais de semana e feriados pela Guarda Civil Municipal 199.

2) Retirada de enxames de abelhas africanizadas (522 solicitações) – As solicitações de retirada são por meio do 3813-5055 ou 199 aos finais de semana e feriados.

3) Resgate de morcegos (398 solicitações) – Em 2017 foram encaminhados 244 morcegos para exame laboratorial, sendo 5 positivos para a Raiva. O resgate deve ser acionado por meio do 3813-5055 ou 199 aos finais de semana e feriados.

4) Notificação de acidente causado por animais peçonhentos (272 notificações) –Quando ocorre um acidente desta natureza, o agravo é notificado e a VAS faz uma avaliação do ambiente onde o mesmo ocorreu para realizar as orientações de manejo ambiental, para se evitar novos episódios.

5) Resgate de mamíferos silvestres (253 solicitações) – As solicitações de resgate de mamíferos silvestres de pequeno porte (gambá, ouriço, quati, entre outras espécies) podem ser realizadas através da VAS (3813-5055), GCM (199), Corpo de Bombeiros (193) e Polícia Ambiental (3882-6070).

6) Notificação de caso suspeito de dengue (191) – A partir de uma notificação de caso suspeito de dengue, a VAS realiza o controle de criadouros no entorno do local de maior permanência do paciente e busca ativa de outros possíveis infectados com o vírus para encaminhar para atendimento médico.

7) Imóveis com falta de higiene (152 solicitações) – Geralmente são propriedades com criação de animais, onde a limpeza não é realizada a contento e/ou outros fatores que contribuem à proliferação de ratos, baratas, entre outros.

8) Problemas com roedores (132 solicitações) – A VAS recebe as solicitações da população, através do Balcão da Cidadania, para averiguar imóveis que estão com problemas com ratos. A VAS, nestas visitas, orienta a população a realizar o manejo ambiental necessário de forma a impedir que os ratos tenham acesso às condições básicas para sua sobrevivência.

9) Imóveis com criadouros de Aedes aegypti (123 solicitações) – A VAS recebe as solicitações da população, através do Balcão da Cidadania, para averiguar imóveis que estão com possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti. Durante as visitas de rotina dos agentes de combate as endemias foram realizadas 678 orientações educativas, isto é, solicitações para retirada ou acondicionamento adequado de materiais em condições de se tornar criadouros de mosquitos.

10) Animais peçonhentos (76 solicitações) – A VAS recebe as solicitações da população, através do Balcão da Cidadania, para averiguar imóveis que estão com problemas com animais peçonhentos, geralmente escorpiões e aranhas, e orienta as medidas que devem ser tomadas para se evitar a presenças destes animais.

11) Abrigos de morcegos (74 solicitações) – A VAS recebe as solicitações da população, através do Balcão da Cidadania, para averiguar imóveis que estão com abrigos de morcegos. A VAS orienta a população a realizar as mudanças estruturais necessárias para se evitar a permanência destes animais nas edificações.

12) Problemas com pombos (74 solicitações) – A VAS recebe as solicitações da população, através do Balcão da Cidadania, para averiguar imóveis que estão com problemas de pombos. A VAS realiza orientações de correções estruturais para impedir a permanência das aves, bem como o acesso das mesmas a fonte de alimento.

13) Resgate de serpentes (54 solicitações) – As solicitações de resgate de serpentes são realizadas através do 3813-5055 ou através do plantão acionado aos finais de semana e feriados pela GCM 199.

14) Pragas urbanas (46 solicitações) – A VAS recebe as solicitações da população, através do Balcão da Cidadania, para averiguar imóveis que estão com problemas com pragas urbanas, tais como: carrapatos, pulgas e caramujos. A VAS realiza as orientações e intervenções necessárias para evitar o aparecimento destas pragas.

 

Fonte: Prefeitura de Botucatu

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes